15 de Dezembro de 2017,

Cidades

A | A

Quinta-Feira, 07 de Dezembro de 2017, 09h:28 | Atualizado:

MT-251

Buracos tomam contas de rotas de desvio em Cuiabá


Diário de Cuiabá

DESVIO251.jpg

 

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) decidiu pela não implantação do binário, entre as Ruas Iporá e Limeira, no Bairro Itapuã, em Cuiabá. Há um mês, as duas vias vêm sendo utilizadas como rota alternativa pelos motoristas que trafegam pela MT-251, mais conhecida como Rodovia Emanuel Pinheiro. 

Atualmente, o tráfego no local é feito em mão dupla ou fluxo contra fluxo. Com o movimento intenso, os congestionamentos têm sido frequentes, um problema que tende se a agravar por conta dos buracos que avançam pelos desvios. Algumas das ruas mais afetadas com a deterioração asfáltica estão a Iporá, recém pavimentada, e a Rua”1” (principal), no Residencial Paiaguás, onde há vários pontos destruídos. 

Como as vias são bastante estreitas, os motoristas e motociclistas sequer conseguem desviar dos. Por lá, uma simples manobra, como uma conversão à esquerda ou à direita, tornou-se uma tarefa complicada para muitos condutores, especialmente, quando se trata de veículos maiores, como ônibus e caminhões. 

Para amenizar os transtornos, a possibilidade de implantação do binário chegou a ser avaliada pela Semob, em novembro passado. Contudo, segundo a assessoria de imprensa do órgão municipal, ficou constatado que a mudança irá prejudicar os usuários do transporte público. 

“Então, a Semob optou por manter tanto a Iporá como a Limeira, que estão fluindo, como mão dupla. Também está no cronograma e elas serão sinalizadas”, informou. A reportagem do Diário não conseguiu da administração municipal uma posição sobre possível serviço de tapa-buraco na região. 

Os desvios foram implantados no fim de outubro passado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) por conta da interdição para construção de uma trincheira na rotatória que dá acesso à MT-251 e a MT-010, a Rodovia Helder Cândia, que liga a capital ao Distrito da Guia. O bloqueio deve durar um ano. 

A trincheira terá 365 metros de comprimento, com 7.311 m², no entroncamento da “Estrada da Guia” com a "Estrada da Chapada". A obra tem o objetivo de desafogar o trânsito no local, que é uma das principais saídas da capital para a região Norte do estado. Neste caso, o investimento é de mais de R$ 25 milhões, com previsão de entrega também para o final de 2018. Os recursos são do Pró-Turismo, programa gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec). 

Paralelamente, está em andamento a duplicação dos 4,9 quilômetros entre Cuiabá e o trevo de acesso ao rodoanel e a proposta é que a pista ganhe uma concepção moderna de engenharia, com previsão de construção de rotatórias e uma ciclovia no canteiro central. Os recursos investidos são oriundos da Contribuição de Intervenção no Domínio Público (CIDE), do Governo Federal. O trecho da MT-251, entre a rotatória até a Fundação Bradesco, também está em duplicação. 

 

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Volta Mauro Mendes | Quinta-Feira, 07 de Dezembro de 2017, 21h13
    0
    0

    Saudades do Mauro Mendes. Dinheiro para pagar mais de meio milhão em um único semáforo que ao todo soma mais 15 milhões daria para recapeamento asfáltico das principais vias. Quero só ver quando entrar em operação o tanto de multa que esses radares vão gerar.Vai faltar bolso de tanto dinheiro.

  • Volta Mauro Mendes | Quinta-Feira, 07 de Dezembro de 2017, 21h13
    0
    0

    Saudades do Mauro Mendes. Dinheiro para pagar mais de meio milhão em um único semáforo que ao todo soma mais 15 milhões daria para recapeamento asfáltico das principais vias. Quero só ver quando entrar em operação o tanto de multa que esses radares vão gerar.Vai faltar bolso de tanto dinheiro.

  • Marcelo | Quinta-Feira, 07 de Dezembro de 2017, 15h39
    1
    0

    Só quem passa todos os dias por esse desvio sabe o tamanho do descaso da Prefeitura de Cuiabá, realmente me iludi com o atual Prefeito. Decepcionado mais uma vez com a política. Alem de ruas com recapeamento porcos, toda remendada, fora os buracos na curva que já permanecem por 3 semanas. O asfalto do novo desvio feito, já está cedendo.

  • Diogo Nogueira | Quinta-Feira, 07 de Dezembro de 2017, 13h43
    0
    1

    E multa adoidado. pra roubar o povo essas pragas são boas. esse monocelha não ganha nem pra vereador, só ganhou p prefeito pq ninguém suporta o wilson santos. tinha que matar esses amarelinhos. bando de bbk arrogante

  • jota2018 | Quinta-Feira, 07 de Dezembro de 2017, 10h52
    4
    0

    Tá um inferno andar em Cuiabá ! Tanto buraco que tá igual a cara do Prefeito, que até hj não anuncia uma força tarefa ... Vai esperar acabar as chuvas??? Um ano de Governo e nada de grande impacto foi feito pela cidade. Ruas que devem ser recapeadas mas não buraco por buraco, e sim no espaço de todo o trajeto onde os mesmo estão, se não vira uma zona.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS