22 de Novembro de 2017,

Cidades

A | A

Terça-Feira, 14 de Novembro de 2017, 15h:19 | Atualizado:

RECURSOS

Estado repassa R$ 30 mi para Saúde

uti.jpg

 

A Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT) concluiu na sexta-feira (10.11) o pagamento dos R$ 30 milhões repassados pela Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) na última semana. Desse total, parte foi destinada para o pagamento do mês de junho para a atenção básica para os 141 municípios (serviços de assistência farmacêutica, regionalização e PAICI).

Os hospitais filantrópicos já receberam o repasse de outubro, referente à segunda parcela da ajuda financeira voluntária emergencial feita pelo Governo do Estado, no valor total de R$ 2.500.009,00. Esse valor é distribuído entre os seguintes hospitais: Santa Casa de Rondonópolis - R$ 337.865,55; Santa Casa de Cuiabá - R$ 659.327,89; Hospital Geral Universitário (Cuiabá) - R$ 691.636,67; Hospital de Câncer de Mato Grosso (Cuiabá) - R$ 348.241,48; e Hospital Santa Helena (Cuiabá) - R$ 465.937,41.

Esse repasse está previsto no acordo assinado durante reunião realizada pelo Governo do Estado de Mato Grosso, no dia 17 de agosto no Palácio Paiaguás, e conforme Nota Pública Conjunta emitida e assinada pelos presentes (Governo do Estado, Governo do Município de Cuiabá, Parlamentares Federais e Estaduais e Entidades Hospitalares com título de filantropia de Cuiabá e Rondonópolis).

A última parcela da ajuda financeira emergencial e não obrigatória para os filantrópicos será referente ao mês de novembro, também no valor de R$ 2.500.009,00, o que vai totalizar um investimento extraordinário do governo no setor filantrópico na ordem de R$ 7.500.027,00.

Com o valor liberado pela Sefaz, a SES/MT pagou os municípios que prestam serviços hospitalares de referência, previstos na Portaria 111/2017, referentes ao mês de julho. São os municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Confresa, Diamantino, Nortelândia, Barra do Garças, Juína, São Félix do Araguaia, Pontes e Lacerda, Jaciara, Rondonópolis e Juara.

A SES/MT também realizou o pagamento do mês de julho do serviço de UTI hospitalar e de UTI aérea, do Samu, para o hospital São Luiz de Cáceres e pagou ainda o fornecimento de combustível referente ao mês de julho. Foram repassados também recursos para o consórcio Peixoto de Azevedo e para os serviços dos terceirizados relativo ao mês de agosto.

 

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • James bond | Terça-Feira, 14 de Novembro de 2017, 23h36
    0
    0

    Mt Saude = apropriação indébita = mão grande= Pedrinho Barbosa Riva

  • James bond | Terça-Feira, 14 de Novembro de 2017, 23h36
    0
    0

    Mt Saude = apropriação indébita = mão grande= Pedrinho Barbosa Riva

  • James bond | Terça-Feira, 14 de Novembro de 2017, 23h16
    0
    0

    Mt Saude = apropriação indébita = mão grande= Pedrinho Barbosa Riva

  • Rogério | Terça-Feira, 14 de Novembro de 2017, 22h22
    0
    0

    É isso aí Botelho, nada de ficar com dinheiro em caixa, repassa tudo. Entrega o governo com o caixa liso

  • Revoltado | Terça-Feira, 14 de Novembro de 2017, 18h49
    0
    0

    O que eu acho engraçado é que muitas pessoas acham que trinta milhões é uauuu, muita coisa, o governo tá fazendo muito bem a parte dele. Só naquelas malinhas do Gedel tinha 52 milhões. Gente, 30 milhões com a saúde do jeito que está no nosso estado NÃO É NADA! A UTI pediátrica em Rondonópolis, referência na região está gritando por socorro já faz muito tempo. O povo não acorda que esse desgovernador gasta milhões com folha corrida de comissionados, programas assistencialistas, viagens internacionais e mais em não sei o que já que nunca tem dinheiro mas nosso estado continua arrecadando horrores em impostos e taxas! Acorda Mato Grosso!

  • Gigio | Terça-Feira, 14 de Novembro de 2017, 15h40
    3
    4

    E o MT Saúde...como fica?

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS