19 de Setembro de 2017,

Cidades

A | A

Terça-Feira, 12 de Setembro de 2017, 15h:55 | Atualizado:

Peixes são encontrados mortos após vazamento de esgoto em rio em MT

Vários peixes foram encontrados mortos no Ribeirão Arareau, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, nessa segunda-feira (11), após o vazamento de esgoto, segundo o secretário municipal de Meio Ambiente, João Copetti. Ele afirma que os moradores estão sendo orientados a não consumir os peixes.

"A equipe foi até lá e identificou um vazamento de esgoto da estação elevatória do Bairro Jardim Assunção", afirmou o secretário.

Segundo ele, nesta terça-feira (12), a equipe voltou ao local junto com um biólogo da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), indicado pelo Ministério Público Estadual, para avaliar os danos causados com o vazamento.

"O dano será mensurado e a partir daí a equipe de fiscalização vai iniciar a lavratura do processo a fim de multar a empresa responsável pelo sistema de esgoto do município", explicou o secretário.

A equipe de fiscalização, junto com um biológico, a pedido do Ministério Público Estadual, para mensurar o dano. a Aprtir dai, a equipe vai iniciar a lavratura da multa.

Em nota, o Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear), responsável pelo serviço de esgoto da região, informa que a rede de esgoto que estava obstruída com lixo jogado no local, o que causou o vazamento de parte do esgoto para um galeria pluvial que passa próximo. "A desobstrução foi realizada imediatamente e a rede voltou a ter o fluxo normal", diz.

Segundo a empresa afirma que por dia está sendo realizada uma média de 20 desobstruções em redes de esgoto entupidas devido ao mau uso. "São jogados sacos de lixo e outros objetos que deveriam ser recolhidos pelos caminhões da coleta e encaminhado para o aterro sanitário", argumenta.

O secretário afirmou que esse foi o primeiro vazamento registrado nesse local, mas que não se sabe há quanto tempo ocorria o vazamento, que, segundo ele, foi cessado na tarde dessa segunda-feira.

O segurança Paulo Roberto Paes de Barros, que mora perto do rio, afirmou que nunca viu uma cena como essa e que sente muita tristeza ao ver os peixes mortos.

São espécies diversas, como curimba, jaú, lambari, cascudo, piau, entre outras.

Segundo os moradores, os peixes começaram a morrer depois que notaram um cheiro forte na água. O pedreiro Roberto Carlos da Silva disse ter sentido um cheiro de esgoto na água.

Depois de várias denúncias, uma equipe da Secretaria de Meio Ambiente percorreu o ribeirão para tentar descobrir a causa da morte dos peixes.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS