28 de Maio de 2017,

Cidades

A | A

Sexta-Feira, 19 de Maio de 2017, 18h:30 | Atualizado:

Secretário debate ações para melhoria da infraestrutura da região de Juína

Em viagem ao município de Juína nesta sexta-feira (19.05), o secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte, participou de audiência pública a convite da Assembleia Legislativa, onde foram discutidas ações voltadas para melhoria da região. Representando o Governo de Mato Grosso, Duarte debateu sobre a situação da BR-174, entre os municípios de Juína (MT) e Vilhena (RO), e também da ferrovia prevista para o trecho entre Sapezal (MT) e Porto Velho (RO).

“Como gestor das ações voltadas para melhoria da infraestrutura em nível estadual, temos por obrigação também participar ativamente das discussões sobre projetos, ainda que federais. Isso porque acreditamos que com uma ação articulada em conjunto poderemos dar um salto de qualidade da nossa logística”, afirmou o secretário.

De acordo com informações repassadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), o governo federal tem atuado neste momento na conservação da rodovia não pavimentada BR-174, no trecho de Juína a Vilhena, ao longo do trecho de aproximadamente 170 km de extensão localizado dentro do Estado.

Além disso, adiantou que o Dnit já começou a fazer o estudo de viabilidade técnica para futura pavimentação. No entanto, ainda não há previsão para o asfaltamento. A rodovia é importante para o escoamento da produção agrícola.

Marcelo Duarte apresentou também as ações envolvendo outro trecho da BR-174, de Castanheira a Colniza. Hoje existe um convênio celebrado com o Dnit visando a pavimentação de ao menos 280, divididos em seis lotes. “Estamos trabalhando para acelerar esta sonhada pavimentação. Ao menos quatro destes lotes já estão em fase de projeto e devem ficar prontos este ano”, comentou.  

O secretário ressaltou que o estado tem atuado de maneira planejada para transformar a infraestrutura do Estado. Em dois anos, foram concluídos 1.430 km de asfalto, considerando as obras de pavimentação (712 km) e de reconstrução do antigo pavimento deteriorado (718 km). Já sobre este trecho da ferrovia, foi apresentado na audiência pública que o governo federal considera este como um projeto estratégico para o desenvolvimento de Mato Grosso, que é um estado que possui uma crescente produção anual do agronegócio.

Diversas autoridades participaram da audiência pública, entre eles, os deputados estaduais Oscar Bezerra e Pedro Satélite, o diretor de Programas de Transportes do Dnit, Paulo Sérgio Souza, o senador Wellington Fagundes, e o diretor executivo do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Ralhir Luiggi.

 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS