18 de Dezembro de 2017,

Cidades

A | A

Quarta-Feira, 28 de Junho de 2017, 10h:11 | Atualizado:

POLÍTICA AMBIENTAL

Senador de MT critica interferência da Noruega no Brasil

cidinho.jpg

 

O senador Cidinho Santos (PR/MT) utilizou a tribuna do Senado Federal nesta terça-feira, 27, para criticar a interferência da Noruega na política ambiental brasileira. O país nórdico é o maior doador do Fundo da Amazônia e anunciou o corte de metade dos recursos durante visita do presidente Michel Temer na última semana.

Cidinho Santos ressaltou que o Brasil é um país conhecido internacionalmente pela gestão dos recursos ambientais, mantendo preservados cerca de 60% do território, ao mesmo tempo que é grande provedor de alimentos para o mundo.

“A Amazônia é um patrimônio do Brasil, em primeiro lugar. É nossa responsabilidade preservá-la e explorá-la da melhor forma possível, com sustentabilidade, dando qualidade de vida para a população que ali vive e gerando riquezas para todos os brasileiros”, afirmou o senador.

O Fundo da Amazônia é administrado pelo BNDES e financia atualmente 89 projetos na região, capitaneados por ONGs (Organizações não governamentais). Apenas uma pequena parte desse recurso é destinada ao Ibama.

O parlamentar mato-grossense ainda destacou que a própria Noruega explora as riquezas da Amazônia. “A Noruega é acionista majoritária da mineradora Norsk Hydro, que comprou ativos da Vale S.A. e explora, desde 2010, minas de bauxita na Amazônia para a produção de alumínio. Ora, se os noruegueses podem explorar as riquezas da Amazônia, com as devidas licenças e contrapartidas ao meio ambiente, porque os brasileiros não poderiam?”.

Cidinho reiterou que não defende o desmatamento desenfreado na Amazônia e que confia no Código Florestal, uma das legislações ambientais mais modernas e completas do mundo.

Dados da Embrapa Monitoramento por Satélite monstram que a agropecuária tem papel importante na preservação do meio ambiente. Os produtores preservam 19% do país, como áreas de preservação permanente, reserva legal e vegetação excedente. O número é superior ao de todas as unidades de conservação juntas que protegem em vegetação nativa o equivalente a 17% do Brasil.

“Temos confiança que o governo brasileiro conseguirá reduzir os índices de desmatamento conciliando com o crescimento econômico e com a geração de emprego”, concluiu.

 

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • Synval Roldão Guerreiro | Quarta-Feira, 28 de Junho de 2017, 17h29
    0
    0

    Cidinho existe um acordo acredito que vc saiba, ela tem todo o direito de se manifestar pela ma administração das matas,agora vc pode assumir e, coloque dinheiro do seu bolso, porque ela tirando vai piorar e muito a situação. Logo vc vai levar sua família para passear no Saara amazônico. Depois ela não interferiu, esta apenas querendo ver seu dinheiro empregado honestamente. só isso. vc acha errado?

  • Nefe Nogueira | Quarta-Feira, 28 de Junho de 2017, 17h08
    0
    0

    Vai estudar um pouco Senador de suplência, até parece que o senhor não apoiou, juntamente com os demais, a venda da floresta amazônica. De uma coisa temos certeza, a União não defende a Amazônia e nem investe contra os malfeitores, mas, onde está o dinheiro que vem da Noruega e dos Países que contribuem para a preservação dela? O Senhor se achar o "bicho da goiaba branca", mas é mais um que não cointribui para esta preservação. Estude, Leia, ouça e coloque em prática o que chama de subdesenvolvido e peça para os que "meteram a mão", devolver os 3 bilhões à Noruega.

  • Nefe Nogueira | Quarta-Feira, 28 de Junho de 2017, 17h08
    1
    0

    Vai estudar um pouco Senador de suplência, até parece que o senhor não apoiou, juntamente com os demais, a venda da floresta amazônica. De uma coisa temos certeza, a União não defende a Amazônia e nem investe contra os malfeitores, mas, onde está o dinheiro que vem da Noruega e dos Países que contribuem para a preservação dela? O Senhor se achar o "bicho da goiaba branca", mas é mais um que não cointribui para esta preservação. Estude, Leia, ouça e coloque em prática o que chama de subdesenvolvido e peça para os que "meteram a mão", devolver os 3 bilhões à Noruega.

  • De Olho!!!! | Quarta-Feira, 28 de Junho de 2017, 16h03
    5
    0

    Tá certo, Noroega é um país subdesenvolvido, muitos desvios de condutas, políticos desonestos....., tá certo que voce não foi eleito mas me pouco dito Senador de carona.

  • AÉCIO HISTORIADOR | Quarta-Feira, 28 de Junho de 2017, 14h36
    12
    0

    EM POUCAS PALAVRAS, ESSE SENADOR É O VERDADEIRO PAGA PAU DO AGRONEGÓCIO.

  • Ronaldo Muzzi | Quarta-Feira, 28 de Junho de 2017, 14h14
    12
    0

    O que esse senador entende de meio ambiente? O brasil esta no topo da lista de desmatamento, e Mato Grosso lidera esse ranking, a SEMA não trabalha com politica de meio ambiente ha tempos, desde que passou de Fundação para Secretaria no governo Blairo Magi esse orgao só vem decaindo. O IBAMA esta amputado, as atribuições foram repassadas para SEMA e nada tem sido feito pelo meio ambiente, não ha fiscais disponiveis, um verdadeiro holocausto ambiental, agora vem esse Cidinho com conversa fiada, me poupe .

  • Madruga | Quarta-Feira, 28 de Junho de 2017, 12h45
    8
    0

    kkkkk tá é com dor de cotovelo, Noruega tá certinha, dar dinheiro para um saco furado chamado Brasil, onde políticos como o mero senador de merda nada faz para barrar os desmatamentos porque se aproveitam dos atos ilícitos de bandidos desmatadores para depois comprarem essas mesmas terras devastadas pelo desmatamento a preço de banana. vai catar coquinho senador, se não tem o que falar cale essa boquinha nojenta de mamador das tetas do governo. não é obrigação de nenhum país estrangeiro dar dinheiro para que amazonia seja protegida, pe obrigação do governo federal, mas essa conversa fiada senador só serve para discurso vazio de tribuna, porque os grandes latifundiários da amazônia são políticos e porque vossa excelência não chama de ingerentes seus colegas que detém terras dessa mesma amazônia, exemplo senador Blairo Maggi e família, fala ai na tribuna contra ele e contra Eraí e contra todos que participam direta e indiretamente desse desmatamento. deixe de ser falastrão e vá trabalhar, espero que o eleitor de Mato Grosso aprenda a votar só assim teremos políticos com mais capacidade que vossa excelência, exemplo do nada, pra nada.

  • Leal | Quarta-Feira, 28 de Junho de 2017, 11h42
    9
    0

    Mas é um SONSO mesmo!!!A Noruega DOAAAA,dá 100 milhões de reais para o Brasil cuidar da Amazônia.percebe que o desmatamento só aumenta e o "nobre parlamentar" ACHA que o país nórdico "não tem o direito de criticar e de reduzir o dinheiro que repassa ao Brasil" e ninguém sabe como é usado???? Vá se coçar,moço!!! O senhor deve achar também que o povo que o elegeu também "não tem nada com isso" com o que o senhor faz em Brasília....

  • Roberto Silva de A. Carvalho | Quarta-Feira, 28 de Junho de 2017, 10h43
    20
    0

    Esse senador do agronegocio esta muito por fora ou é cara de pau mesmo, Mato Grosso já tinha retirado no desmatamento o famoso correntão pra quem sabe aonde passa não fica nada em pé e acaba com tudo, só que os grandes desmatadores que são do agronegocio conseguiram voltar com o correntão e as multas aplicadas em quem desmata nunca o Estado recebe um centavo, ai o governador enche a boca e fala que o Estado multou milhões mas não recebe um centavo que ganha são os Advogados que defendem os multados e os multados que continuam desmatando e usando correntão.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS