23 de Agosto de 2017,

Artigos

Curiosidades

A | A

Quinta-Feira, 20 de Abril de 2017, 13h:50 | Atualizado:

SAÚDE EM RISCO

Justiça vincula tumor ao uso de telefone celular

fotocelular.jpg

 

Um trabalhador italiano receberá uma pensão vitalícia depois que a Justiça reconheceu que o tumor que foi diagnosticado em seu ouvido e pelo qual perdeu o nervo auditivo, foi originado pelo uso contínuo do telefone celular, informaram nesta quinta-feira meios locais.

O Tribunal de Ivrea (norte) condenou o Instituto Nacional para os Acidentes no Trabalho (INAIL) a ressarcir, com a pensão vitalícia, Roberto Romeo, de 57 anos e que durante 15 usou o telefone celular por mais de três horas diárias trabalhando na Telecom.

A sentença, do juiz Luca Fadda, se baseia em um relatório técnico que aponta que o uso do celular e suas ondas foram a causa do neurinoma acústico que sofreu o trabalhador.

Os advogados do trabalhador, Renato Ambrosio e Stefano Bertone, asseguraram que esta é "a primeira e única sentença no mundo que, já em primeira instância, reconhece a ligação entre o uso do telefone celular e o neurinoma".

Em 2009, o Tribunal de Apelação de Brescia (norte) emitiu a primeira sentença do mundo - mas em segunda instância - reconhecendo este tipo de vínculo, que foi confirmada três anos depois pelo Supremo italiano.

Desde o site neurinomi.info, os advogados pretendem conscientizar sobre o uso prolongado dos dispositivos móveis, bem como se tornar um ponto de referência para todas aquelas pessoas que atribuam sua doença a esta causa.

Advertem, além disso, "que com base em numerosos estudos científicos, o telefone celular pode causar câncer e outras patologias no ser humano" e, por isso, a primeira medida de precaução acontece diretamente optando pelo telefone fixo, com cabo.

Caso seja preciso utilizar o telefone celular, é recomendado ligar usando fones de ouvido "para reduzir o efeito das ondas eletromagnéticas sobre a cabeça", limitar "drasticamente" a duração das chamadas e não dormir junto a um dispositivo ligado ou carregando.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • SALVADOR | Sexta-Feira, 21 de Abril de 2017, 12h58
    0
    0

    Isso é uma grande verdade. É muito dinheiro em jogo e ninguem tem interesse em aprofundar as pesquisas. Crianças de dois tres anos já fazem uso de celular. Deveria ter lei para impedir crianças de usarem celular. Cade os governantes, medicos para se manifestarem???? Antigamente falava-se que uma torre de radio era perigoso imaginem hoje em dia que a cada Km tem um torre de operadoras. O governo deveria impor para as operadores apresentarem laudos profundos assinados por personalidades mundiais da medicina atestando que celular é saudavel e não atinge a saude de ninguem nem mesmo em crianças. O governo não deveria gastar nada com pesquisa e sim as proprias operadoras

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS