23 de Agosto de 2017,

Artigos

Entrelinhas

A | A

Quinta-Feira, 20 de Abril de 2017, 13h:52 | Atualizado:

MENTIRA NA SODOMA

Advogado cumpre ordens de milionário

florindo-nadaf-joaorosa-eri.jpg

 

Em depoimento prestado nesta quarta-feira (19), o ex-diretor jurídico do Grupo City Lar, Florindo José Gonçalves, confirmou que mentiu sobre sua visita ao empresário João Batista Rosa. Florindo, numa primeira versão, havia dito que tratou com Rosa sobre venda de aparelhos de ar-condicionado.

No entanto, para a juíza Selma Arruda, confirmou que sondou o empresário sobre delação premiada, a pedido de Pedro Nadaf e seu chefe, Erivelto Gasquez. Florindo não soube dizer se Erivelto “devia” algum favor a Nadaf.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Minie | Sábado, 22 de Abril de 2017, 10h46
    0
    0

    Definicao de corrupto= empresarios, legislativo, execurivo e JUDICIARIO. Deve haver excecoes. Estou procurando

  • Lucas | Sábado, 22 de Abril de 2017, 10h45
    0
    0

    O comentário do ISMAEL leva a uma reflexão muito grave, se a justiça deve se ater aos autos e se no processo há provas do envolvimento da ex-deputada Luciane Bezerra, porque isso não esta sendo considerado? e o mais grave porque isso esta sendo imputado a outro réu? Temos justiça sendo buscada ou temos justiça perseguindo uns e protegendo outros?

  • Plinio | Sábado, 22 de Abril de 2017, 10h44
    0
    0

    Ate sequestrar, espancar e torturar esposas estao fazendo porque so tem e priva que alguem disse. Alguem que ja mentiu inumeras vezes e é bandido. Pensei que Dra Selma fosse minimamente humana...vamos aguardar.

  • heitor | Sexta-Feira, 21 de Abril de 2017, 10h25
    5
    0

    se nem credito fiscal o tal joao rosa tinha kkkk.. esse povo é de alece no pais das maravilhas.. judiciario matogrossense é lixo

  • TONI | Quinta-Feira, 20 de Abril de 2017, 16h27
    24
    0

    Deve ser advertido o Réu, que o colaborador que mente, além de comprometer seu acordo, coloca em risco a integridade da Justiça e a segurança de terceiros que podem ser incriminados indevidamente, ressoando em sua imediata PRISÃO, a caso comprovados estar o mesmo falseando e omitindo fatos que tinha pleno e geral conhecimento, impõe a revogação do beneficio e recolhimento na PRISÃO.

  • ismael | Quinta-Feira, 20 de Abril de 2017, 16h17
    30
    0

    SE A PROPRIA DELEGADA MENTE! OS CHEQUES ESTAO NA CONTA DO IRMAO DA LUCIANE BEZERRA COM O NOME DELE ATRAS NO RELATORIO 012 DEFAZ. ESTA NOS AUTOS! ABSURDO ISSO! SE DRA SELMA ACEITAR ISSO É TAO CORRUPTA QUANTO O RESTO PARA FORJAR ESTORIA

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS