20 de Novembro de 2017,

Mundo

A | A

Terça-Feira, 10 de Janeiro de 2017, 17h:21 | Atualizado:

Ex-secretários se vestem de "fantasma" para furtar sede de prefeitura

Dois ex-secretários da cidade de Novo Gama, a 180 quilômetros de Goiânia, se vestiram de "fantasma" para arrombar uma sala da administração municipal e furtar uma impressora, segundo a Polícia Civil do Estado. O crime aconteceu na madrugada do dia 1º de janeiro e foi registrado por câmeras de segurança do prédio.

Imagens das câmeras de segurança da prefeitura mostram os homens cobertos com lençóis. Eles foram identificados pela polícia como Carlos Alarcom Cartaxo Martins, ex-secretário de Transportes de Novo Gama, e Adriano Marques Tavares, ex-secretário de Desporto, Lazer e Turismo. Os dois se apresentaram na delegacia da cidade e prestaram depoimento na tarde desta segunda-feira (9).

Segundo o delegado Felipe Guerrieri, os dois admitiram o crime, mas apenas Tavares contou sua versão dos fatos. A motivação, segundo a versão do ex-secretário de Desporto à polícia, seria apenas fazer uma brincadeira com os guardas que faziam a vigilância do prédio. "Ele alegou que os dois estavam bêbados devido à comemoração do Réveillon e decidiram entrar na sede da prefeitura para assustar os vigias e, quando já estavam dentro do prédio, aproveitaram para levar uma impressora como recordação", disse o delegado.

A entrada dos dois na sede da Prefeitura de Novo Gama aconteceu pelo estacionamento. Eles estavam com o controle eletrônico do portão, estacionaram um carro e abriram as portas que davam acesso ao gabinete do prefeito, sempre segundo a polícia.

Para pegar a impressora, tiveram que arrombar a porta da sala da administração. As câmeras de segurança flagaram os dois homens carregando um objeto.

Ainda segundo o delegado, os dois admitiram ter levado apenas a impressora, que foi recuperada. Mas Guerrieri disse que um relatório enviado à polícia pela Prefeitura de Nova Gama aponta que mais itens sumiram do prédio municipal -- um computador e mais uma impressora. De acordo com o delegado, a motivação do roubo ainda não está clara. A polícia investiga a participação de outras pessoas no crime.

"Ao levar equipamentos da administração municipal, os dois podem ter tentando ocultar informações, mas ainda não podemos afirmar nada", diz o delegado ao comentar que a noite do Réveillon foi a última do mandato do ex-prefeito Everaldo Vidal (PP), que transferiu o cargo para prefeita Sônia Chaves (PSDB), que tomou posse na tarde do dia 1º. "Todos esses fatores estão sendo apurados pela polícia".

Após prestarem depoimentos, os dois ex-secretários foram liberados e responderão o inquérito em liberdade. Eles podem responder por furto, peculato e dano ao patrimônio público, segundo a polícia.

O UOL ligou e enviou mensagem para a advogada Shayla Bicalho, que acompanhou a dupla na delegacia, mas ainda não obteve resposta. A reportagem também está tentando ouvir o ex-prefeito Everaldo Vidal.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS