17 de Outubro de 2017,

Mundo

A | A

Quinta-Feira, 12 de Outubro de 2017, 10h:41 | Atualizado:

MACHÃO

Valentão agride mulher em posto na frente da filha

valentao.jpg

 

Em uma publicação no Facebook, uma usuária demonstrou toda a sua indignação com um homem que, além de fumar em um posto de gasolina, não gostou quando ela solicitou que ele apagasse o cigarro, afinal todos estavam em um local altamente inflamável. Ela gravou dois vídeos e nestes o homem aparece muito alterado. Ele chega a pegar um taco para amedrontar a mulher. Um funcionário do posto de gasolina é filmado sorrindo durante toda a confusão, ninguém tenta acabar com o clima tenso.

Segundo ela, o homem se disse rico, filho de juíza e que nada aconteceria com ele. Por diversas vezes, o homem aparece andando de um lado a outro no vídeo, e a mulher continua filmando, para que seja possível registrar as falas do homem que queria lhe agredir. No final do primeiro, ele parte para cima da mulher com um pedaço de madeira e ela foge para que não seja atingida. Ainda segundo a vítima, ele disse ser lutador de boxe e iria "quebrar" ela.

O acontecimento foi registrado no Posto Shell na Avenida Bernardo Vieira de Melo, em Salvador, Bahia. Vários internautas deixaram seus comentários na publicação que atingiu mais de 33 mil reações e 57 mil compartilhamentos: "O respeito é bom e cabe em qualquer lugar, chega de tanta agressão com as mulheres, pra que fazer isso?", questionou Genilson Ciriaco em sua rede social. "Teria feito o msm n podemos nos intimidar diante de de nenhuma situação msm que seja com um idiota metido a machão, essa mulher é valente!", escreveu Deigivânia Tomaz.

O perfil do homem foi publicado pela vítima. Seu nome supostamente seria Philipe Iannarella, não há qualquer informação sobre investigação da polícia ou qualquer outro detalhe sobre o caso até o momento, porém o News365 atualizará as informações assim que novas estiverem disponíveis. As agressões contra mulheres ainda são problemas muito corriqueiros e infelizmente constantes na sociedade brasileira, seja dentro de casa, muitas vezes sendo vítimas de violência pelos maridos e nas ruas, em casos parecidos com o tratado neste artigo.

É importante denunciar sempre que um caso parecido for registrado. A polícia encaminhará o agressor para um Departamento Policial mais próximo e ele deverá ser detido em flagrante, caso as autoridades tenham tempo suficiente para chegar no local antes da fuga do suspeito. O número para denunciar casos parecidos é o 180, número para denúncias de agressões contra mulheres e o 190, para denúncias em geral.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Flavia | Quinta-Feira, 12 de Outubro de 2017, 17h30
    2
    0

    Isso não foi em Salvador e sim em Recife

  • Cido | Quinta-Feira, 12 de Outubro de 2017, 15h22
    3
    9

    Acreditem quem quizer, mas tem mulher que ainda pensa que a lei Maria da penha a torna imortal

  • Edivaldo da silva santos | Quinta-Feira, 12 de Outubro de 2017, 15h06
    2
    2

    Vc tem mãe CLEVER . pelo seus dizeres parece que não.

  • CLEVER | Quinta-Feira, 12 de Outubro de 2017, 12h28
    19
    4

    NÃO ESTOU QUERENDO DEFENDER O RAPAZ. IMAGINA O RAPAZ COMO UMA ARMA O QUE PODERIA TER ACONTECIDO.O CERTO A MULHER CHAMAR O GERENTE OU A POLICIA. EVITA ESSE BATE BOCA..NESSA SITUAÇÃO PODERIA CAUSAR UMA MERDA........OU UMA MORTE.....SEJA SÁBIO.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS