17 de Outubro de 2017,

Mundo

A | A

Quinta-Feira, 12 de Outubro de 2017, 11h:03 | Atualizado:

ASSALTO

Vídeo mostra agente prisional matando bandido

agentematabandido.jpg

 

Imagens registradas por um circuito interno de TV obtidas pela Rede Globo mostram o exato momento em que um agente penitenciário reage a um assalto e mata um criminoso em uma padaria em Taguatinga, no Distrito Federal O acontecimento foi registrado na terça-feira, dia dez de outubro. O assaltante ainda tentou atirar no agente após ele se identificar como autoridade, mas os disparos não foram efetuados, sua arma falhou.

O agente atirou no tórax do bandido que não resistiu aos ferimentos e morreu na hora. Segundo a Polícia Militar, o criminoso estava em posse de um revólver calibre 38 com seis balas e dinheiro. O caso ainda está sendo investigado pela Polícia Civil e ouve perícia na padaria. No vídeo, é possível notar que o assaltante, que esperava ficar impune, nem se deu o trabalho de cobrir o rosto. Ele apontava a arma para duas funcionárias que estavam no caixa. No início da filmagem uma das mulheres rendidas já estava juntando o dinheiro para entregar ao bandido.

O agente aparece no lado esquerdo do vídeo e quando o ladrão percebe tenta atirar, mas não consegue. É neste momento que o agente resolve revidar. O marginal cai no chão e morre no momento que é alvejado. Nas redes sociais, várias pessoas falaram sobre o acontecimento, parabenizando o agente pelo feito: "Parab&eacueacute;ns ao agente... Ele poderia entra nas camaras dos senadores e deputados e la no jaboru tbm tem bastante dessa especie por la... Ajudava bastante a população", escreveu Joel Carlos. "E tudo isso sem largar a sacolinha do pão parabéns ao ninja do agente", escreveu Edilon Trajano em sua conta do Facebook.

O mapa da violência no Distrito Federal: entre janeiro e julho de 2016, a polícia brasiliense registrou 334 mortes dolosas, 28 latrocínios (roubo seguido de morte) e quatro mortes causadas por lesão nas 31 regiões administrativas que formam o DF. Foram quase duas mortes criminosas por dia, se levar em conta os dados de forma proporcinoal. Esse índice é o dobro de São Paulo, que é a maior cidade da América Latina: 11 mortes por dolo, latrocínios e lesões fatais por grupo de 100 mil, DF tem 20/100 mil.

Segundo o IPEA, em pesquisa realizada com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, foram registradas 59,080 homicídios no país todo, isso equivale a uma morte a cada nove minutos. Em cinco anos (2011-2015), houve mais mortos no Brasil que na Síria, país em guerra. Foram 278,839 brasileiros mortos ante 256,124 sírios durante a guerra. 

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • servidor publico | Quinta-Feira, 12 de Outubro de 2017, 11h40
    21
    0

    Avisa o capeta que mais um inquilino chegando

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS