23 de Fevereiro de 2017,

Polícia

A | A

Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 14h:24 | Atualizado:

SISTEMA FALIDO

Revista encontra drogas e celulares no Carumbé; presos são transferidos

Situação é de alerta geral nos dois presídios de Cuiabá


Da Redação

revista-cadeia.jpg

 

Uma revista realizada na manhã desta quarta-feira no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC) culminou com a transferência de vários presos para a Penitenciária Central do Estado. A situação gerou uma certa instabilidade no sistema prisional, que está em alerta máximo desde o final de semana, quando rebeliões ocorreram nos presídios do Amazonas e de Roraima.

Na revista, realizada por agentes penitenciários do Grupo de Intervenção Rápida (GIR) e do Serviços de Operações Especiais (SOE), foram encontrados dezenas de celulares, centenas de chips e de drogas. Eles foram recolhidos e encaminhados a Central de Flagrantes para registro da ocorrência.

Diante da gravidade do caso e do alerta, a direção da unidade prisional decidiu por transferir os presos de alta periculosidade para a Penitenciária Central do Estado, no bairro Pascoal Ramos. O local é considerado de maior segurança.

Desde o final de semana, o alerta é máximo nas prisões do Estado. O governador Pedro Taques (PSDB) chegou a solicitar apoio federal junto ao Ministério da Justiça. Porém, o Governo descarta o risco de grandes rebeliões como ocorreram em outros estados e criticou os Sindicato dos Agentes Prisionais, que tem propagado pânico nas penitenciárias.

O motivo para o temor é a existência de, ao menos, cinco facções criminosas dentro dos presídios de Mato Grosso. As principais são o Comando Vermelho e o PCC (Primeiro Comando da Capital). No Amazonas e em Roraima integrantes das duas organizações se digladiaram, gerando dezenas de mortes.

 

Galeria de Fotos

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • marcelo | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 17h19
    0
    2

    só celular igual muito estranho isso

  • muriel | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 16h41
    5
    0

    Eu vejo preso curtindo fotos das filhas no Facebook toda hora que a mulher dele publica. Mas ele tá preso. Mas com internet melhor do que a minha.

  • SISPEN INDIGNADO | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 16h18
    4
    1

    É Ze!!! Com baixo efetivo!!! Sem materiais adequados!!! O ESTADO não fornece condições mínimas de trabalho dentro do sispen!!! E com as super lotações nas unidades prisionais fica muito difícil controlar!!! Os servidores é que tem investido para melhorar o sispen!!! Quer um exemplo Ze!!! Sabe os logos da corporação!!! Tudo aquisição própria!!! E por aí vai!!!!

  • José | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 15h43
    10
    4

    Deixa eu ver se entendi....eles são os Responsáveis para que não entre esse tipo de material...e exibem como trófeu as "apreensões" com o Logotipo da corporação...eu teria é Vergonha!

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS