16 de Dezembro de 2017,

Política

A | A

Sábado, 12 de Agosto de 2017, 10h:20 | Atualizado:

OPERAÇÃO DESCARRILHO

Advogado confirma colaboração de Riva com MPF


Diário de Cuiabá

Marcus Mesquita/MidiaNews

riva-mudrovitsch.jpg

 

Um dos principais articuladores pela implantação do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) em Cuiabá e Várzea Grande enquanto presidiu a Assembleia Legislativa, o ex-deputado estadual José Riva (sem partido) tem colaborado com a Justiça nas investigações da Operação Descarrilho. A informação foi confirmada pelo advogado Rodrigo Mudrovitsch. 

Deflagrada pela Polícia Federal na quarta-feira (9), as investigações apontam a suspeita de crimes como fraude em licitação, organização criminosa, lavagem de dinheiro e corrupção ativa e passiva. 

No entanto, a defesa de Riva não confirmou a existência de algum termo de colaboração premiada ou se a postura adotada será apenas de confissão, o que pode reduzir a pena numa eventual sentença condenatória em processo criminal, benefício este assegurado pelo Código Penal. 

“O que posso dizer é que José tem colaborado com as investigações e as informações prestadas ao Ministério Público Federal estão em sigilo”, revelou Mudrovitsch. 

A Polícia Federal acusa o ex-deputado José Riva de utilizar sua esposa, Janete Riva, ex-secretária de Estado de Cultura e candidata derrotada ao governo do Estado na eleição de 2014, como “testa de ferro” na propriedade de uma empresa privada favorecida com R$ 11,5 milhões de recursos liberados pelo governo do Estado em decorrência das obras do VLT. 

Foi descoberto que Janete Riva adquiriu 40% de participação na empresa Multimetal Engenharia, quando a mesma ainda tinha como razão social o nome de Baggio & Cia Ltda. 

A sociedade foi adquirida pelo valor de R$ 3,5 milhões dividido em cinco parcelas de R$ 700 mil, conforme documento apreendido na quinta fase da Operação Ararath. 

O relatório da Polícia Federal ressalta que embora Janete Riva seja detentora de 40% de participação na Multimetal Engenharia, seu nome não veio a constar no quadro societário. 

Por outro lado, José Riva, enquanto exercia o mandato de deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, foi um dos principais articuladores para o governo do Estado substituir o projeto do BRT (Bus Rapid Transit) pelo VLT. 

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Celestina (sinhá de xango) | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 11h55
    0
    0

    Como se diz a música do Saudoso, Nelson Gonçalves, os ossos do banquete aos cães ele atirou. Foi o quê BLAIRRO. fez com nós Mato Grossenses, agora vem com a História de Candidatar. vamos irmãos Mato Grossense. Derrotar esse homem nas urnas ano que vem para ele ir para Cadeia.onde já se viu até Banco ele.tá abrindo é uma afronta a Mato Grosso. e a seu povo.

  • Pacufrito | Sábado, 12 de Agosto de 2017, 17h23
    6
    2

    Um mais bandido que o outro, quando é que esta justiça de merd..... vai colocar estes bandidos confessos na cadeia e reaver o dinheiro roubado, estes bandidos roubaram muitas vidas, roubaram a saúde, roubaram o dinheiro das estradas, das ruas, e nada acontece com estes miseráveis.

  • Geova | Sábado, 12 de Agosto de 2017, 13h18
    7
    1

    Ali baba e os 40 ladroes agora vai pagar sosinho porque todos sao covardes e santos ate cachorro sabe dessa" Suposta " merenda de 80 mil a deputados e a RoubalheIra que se intalou no Estado de MT!! Agora e hora do ajuste de contas com a justica e com deus porque tiraram muitas vidas inocentes...

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS