15 de Dezembro de 2017,

Política

A | A

Quarta-Feira, 06 de Dezembro de 2017, 19h:11 | Atualizado:

FIM DA AGONIA

Câmara aprova e FEX segue para o Senado; MT receberá R$ 500 milhões

Recurso é fundamental para que o Estado pague salários de dezembro


Da Redação

camarafex.jpg

 

A Câmara dos Deputados aprovou, em votação simbólica no início da noite desta quarta-feira, o pagamento do FEX (Auxílio de Fomento a Exportação) aos Estados e municípios. Ao todo, o Governo Federal deve disponibilizar R$ 1,9 bilhão as unidades federativas.

Mais cedo, o requerimento de urgência foi aprovado por 292 votos a favor e apenas 2 contrários. Com isto, o mérito do projeto pôde ser votado hoje, com o início de uma nova sessão na Casa.

O projeto segue agora para o Senado Federal, onde já existe acordo para ser votado em regime de urgência. A tendência é de que até o final desta semana, ocorra a votação.

Com a aprovação nas duas casas, o projeto segue para sanção do presidente Michel Temer (PMDB). O presidente já sinalizou que pagará o auxílio assim que o Senado aprovar a matéria.

O projeto é considerado como fundamental para Mato Grosso. O Estado receberá cerca de R$ 500 milhões. São R$ 400 milhões para os cofres do Governo do Estado e R$ 100 milhões para as prefeituras.

O Governo já anunciou que usará os recursos para pagar salários dos servidores e também despesas da saúde. As emendas parlamentares também serão pagas com a entrada dos recursos.

A votação do requerimento de urgência do FEX havia sido prometida para hoje, pelo presidente Rodrigo Maia, que cumpriu com a palavra. Já existe um acordo no Senado para que o projeto tramite com agilidade na Casa.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • alexandre | Quinta-Feira, 07 de Dezembro de 2017, 11h26
    0
    0

    Tem inúmeros erros de gestão, quem aumentou os duodécimos na lei 2015, foi o governo, quem todo ano faz a receita super estimada, é o governo, quem contratou PM sem ter como pagar éo governo, quem está nas mãos dos agentes fazendários, é o governo. Erros de planejamento e muita, mas muita caravana da embromação.

  • alexandre | Quinta-Feira, 07 de Dezembro de 2017, 09h41
    1
    0

    Tem inúmeros erros de gestão, quem aumentou os duodécimos na lei 2015, foi o governo, quem todo ano faz a receita super estimada, é o governo, quem contratou PM sem ter como pagar éo governo, quem está nas mãos dos agentes fazendários, é o governo. Erros de planejamento e muita, mas muita caravana da embromação.

  • Servidor | Quinta-Feira, 07 de Dezembro de 2017, 09h24
    0
    0

    Governo bobó cheira cheira.

  • Felipe | Quinta-Feira, 07 de Dezembro de 2017, 07h24
    0
    0

    todo mundo vota a favor mesmo, porque nós que somos os burros mesmo. Trocar 20 bilhões por essa humilhação todo ano.

  • Joao de Paula | Quarta-Feira, 06 de Dezembro de 2017, 23h12
    20
    2

    Olha, esse Governo Taques, como o Cuiabano diz: é bem chinfrim, hein? Primeiro disse que se o teto de gastos não passasse na AL os salários iriam atrasar. Bom, passou! Agora vem e diz que sem FEX não tem como nos pagar. E no mês que vem que não tem o tal do FEX?Todo mês essa ladainha. Exigimos o impeachment desse sujeito. Lugar de incompetente não é gerindo um Estado como o nosso. FORA!

  • Nicola | Quarta-Feira, 06 de Dezembro de 2017, 21h49
    14
    1

    Tá, pagamento DO mês fica garantido e do restante? Não vai mais ter FEX...e aí?

  • Contribuinte | Quarta-Feira, 06 de Dezembro de 2017, 21h45
    10
    26

    Zeeval, vou te dar uma empresa com um rombo bilionário, que os funcionários recebem salários de outro planeta, com um conselho composto por bandidos 25 (assembléia legislativa), com milhares de aposentados, tendo que atender ainda 2 outros entes (tribunal de contas e judiciário), improvável meu amigo ser bom administrador assim. Acorde pra vida e pare de escutar o presidente do seu sindicato pois ele com certeza está envolvido com a oposição e pleiteia algum cargo político no futuro. Acorde

  • clovis | Quarta-Feira, 06 de Dezembro de 2017, 21h34
    21
    2

    GESTAO MENDIGO, BIVE EM BRASILIA PEDINDO DINHEIRO.

  • reinaldo do araes | Quarta-Feira, 06 de Dezembro de 2017, 21h08
    30
    4

    vergonha, depender de moedas do governo federal sendo o maior estado arrecadador do Brasil... isso demonstra o tamanho da incompetência desse atual governo, do qual infelizmente ajudei a colocar no poder com o meu voto. Decepção total, eu ein....cruz credo ave maria!

  • zeeval | Quarta-Feira, 06 de Dezembro de 2017, 20h21
    50
    8

    E dai, vai continuar a mesma merda porque esse governo incompetente nao sabe administrar

  • Alencar | Quarta-Feira, 06 de Dezembro de 2017, 19h55
    52
    2

    Cadê os impostos do Agronegócio?????

  • alexandre | Quarta-Feira, 06 de Dezembro de 2017, 19h50
    36
    5

    Até janeiro o dinheiro cai na conta..

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS