21 de Abril de 2018,

Política

A | A

Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 18h:28 | Atualizado:

LUZ NO FIM DO TÚNEL

Com dívida de R$ 27 milhões, MT Saúde aumentará mensalidades para evitar falência

Proposta é fazer órgão se tornar autossuficiente sem ajuda do Governo

audienca-mtsaude.jpg

 

O novo presidente do plano médico que atende servidores públicos do estado de Mato Grosso, o MT Saúde, garantiu, durante audiência realizada nesta segunda-feira, na Assembleia Legislativa, que a autarquia não vai ser extinta. Basílio Bezerra dos Santos, empossado na última sexta-feira, adiantou que está sendo realizada uma auditoria para corrigir as falhas e reerguer a credibilidade do plano. 

O debate, solicitado  pelo deputado Allan Kardec (PDT), reuniu representantes sindicais, diretoria do MT-Saúde e servidores credenciados pelo plano. O parlamentar explicou que será feito um relatório com propostas e, posteriormente, encaminhado para a sua diretoria e também ao governo do estado.

Foram debatidos vários outros assuntos, como o valor total da dívida que  o plano acumula junto às entidades de saúde a partir daquilo que é arrecadado junto aos seus clientes. Pelo exposto, o presidente da autarquia garantiu aos usuários que “não existe qualquer possibilidade do governo extinguir o MT Saúde, e, que há uma equipe técnica analisando sugestões para corrigir as falhas cometidas ao longo de sua existência e, com isso, fortalecer a autarquia."

De imediato, o deputado revelou que para o plano voltar a funcionar com  a devida lisura necessita basiciamentede de: enxugar a máquina administrativa com um planejamento técnico; fazer acompanhamento de perto das contas do plano; desvincular de fonte única, passando para automacidade; revelar quais são as movimentações contábeis entre governo e diretoria do MT Saúde; garantir a permanência do plano; e prazo para  resposta de como estão sendo feitas, na prática, as cobranças. “Essa audiência vai direcionar quais as medidas que vamos tomar depois desse evento, com propostas para serem encaminhadas ao governo do estado e à diretoria da autarquia. Estamos todos na insegurança por causa dessa situação sendo que queremos uma solução rápida por parte do governo para resolver esse impasse”, explicou Kardec.

Durante suas explicações, o presidente do plano falou ainda que desde a última sexta-feira uma equipe técnica analisa e corrige falhas para implementar as novas mudanças do plano. “É notório de todos nós que o plano requer uma atenção especial dos gestores. Ele precisa ser bem visto e avaliado. A ideia é fazer uma reavaliação do tamanho do plano e tentar diminuir a rede no sentido de atender com qualidade a rede credenciada que ficarem trabalhando”, revelou o presidente.

AUMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

De acordo com Basílio Santos, a nova diretoria pretende dar nova viabilidade no plano para atender seus usuários. Ele comentou também que fará uma proposta ao governo do estado para diminuir a dívida.

Vale lembrar que a arrecadação mensal do plano gira em torno de R$ 5,5 milhões, sendo que, o gasto mensal fica entre R$ 9 a 10 milhões. “A dívida hoje gira em torno de R$ 27 milhões até fevereiro deste ano. A iniciativa é justamente esta, ou seja, tentar manter a regularidade dos valores devidos mensais e, conseqüentemente, consigamos fazer uma reavaliação desses montantes retidos para manter a rede em funcionamento”, complementou.

Outra alternativa apresentada por Basílio Santos é quanto aos valores descontados dos usuários na folha de pagamento para passar a ser em boleto bancário. O presidente propõe discutir com a classe sindical reajustar os valores para o plano caminhar sem ajuda do governo. “Estamos há mais de três anos sem qualquer tipo de correção e isso tem gerado um déficit considerável. Temos uma proposta de reavaliação desses valores para que possamos minimamente corrigir os índices do plano”, destacou Bezerra.

Atualmente, todo dinheiro arrecadado pelo MT Saúde não é depositado na conta do plano. O montante vai direto para uma conta única do Estado.

Depois o governo repassa uma parte, que segundo, a classe sindical, não é suficiente para cobrir os gastos. “Esse impacto será muito positivo e vai girar em torno de 18 milhões de reais anuais. Esse valor é essencial para a viabilidade do plano. Estamos fazendo uma proposta de reestruturação para o plano se pagar com receitas próprias. Não terá grande alteração e serão valores pequenos”, apontou.

Atualmente, o plano possui cerca de 25 mil servidores públicos e seus dependentes cadastrados, se encontram numa situação crítica, com hospitais e laboratórios se recusando a receber os usuários. “É uma lástima o atendimento por parte do MT Saúde nas redes credenciadas. Faltam pagamentos para as prestadoras de serviços e, estamos reféns de apenas dois hospitais atendendo. Precisamos receber uma proposta do governo para discutir com a categoria”, disse o presidente Sindicato dos Servidores da Saúde (Sisma), Oscarlino Alves.

Dados da diretoria do MT Saúde mostram que em 2017 o plano apresentou um aumento de mais de 12% em uso se comparado com o mesmo período de 2016. Vale destacar que o plano foi criado em julho de 2003, com uma proposta inovadora, com o objetivo de possibilitar o acesso dos servidores a uma assistência médica de qualidade, a um baixo custo.

Diferente do que foi cogitado no início, o MT Saúde não tem o propósito de concorrer com o mercado particular de saúde. O governo do estado deseja, inclusive, que esses planos sejam fortalecidos, já que geram renda e beneficiam milhares de pessoas.

Entretanto, cerca de 90% dos servidores estaduais, à época de criação da autarquia, não tinham planos de saúde, o que motivou sua fundação e sua rápida aceitação. O MT Saúde favorece principalmente os servidores mais carentes, que não têm condição de pagar um plano de saúde comercial.

Sua instituição também promoveu o desafogamento do Sistema Único de Saúde (SUS). Ocuparam a presidência do MT Saúde: Yuri Bastos Jorge, Augusto Amaral, Bruno Sá, Gelson Smorcinski, Flávio Taques, Carlos Brito, Maurélio Ribeiro, e agora, Basílio Bezerra dos Santos.

Postar um novo comentário

Comentários (42)

  • DEROCI | Quarta-Feira, 18 de Abril de 2018, 14h49
    1
    0

    Nunca devemos abrir mão de algo que conquistamos, devemos sim lutarmos para melhor. O MT SAÚDE, é uma conquista nossa. Não vamos deixar acontecer o mesmo com IPEMAT, que pagamos por muitos anos, extinguiram e ninguém até hohe foi responsabilizados. Cadê o matrimonho do IPEMAT. Agora quetem fazer o mesmo com o MT SAÚDE!!! A não ser que o governo se proponha a pagar o mesmo valor que o Judiciário para para os seus servidores; 800,00 de auxilio saúde e mais 1.150,00 de etapa alimentação. É preciso que todos saibam, que o servidor público também paga o INSS. Para não ter dereito a saúde. Assim diz a Constituição: Educação, Saúde e Segurança pública, são direitos sagrados do cidadãos e dever e obrigação da União, Estados e Municípios.

  • Nailio | Quarta-Feira, 18 de Abril de 2018, 10h22
    1
    0

    O presidente diz que o plano está a mais de três anos sem reajuste, e o salário dos servidores que está a mais de cinco. Cabe a esse gv da a contra partida dele, como tinha a instinta IPEMAT.

  • Sócrates de Albuquerque Menezes | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 13h11
    0
    0

    Sócrates de Albuquerque Menezes, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • eduardo | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 10h27
    8
    0

    pelo jeito vai sobrar para nós, servidores públicos, que ainda teremos que pagar as safadezas e a prática de corrupção cometidas nos ultimos anos no mt saúde. se aumentar a mensalidade vou pedir minha exclusão, acho um absurdo essa proposta, mais uma roubalheira pra cima das costas dos servidores públicos. quem tem que pagar a dívida é o governo incompetente que está transformando a vida dos servidores num verdadeiro inferno.

  • Jece | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 10h20
    7
    0

    Da vez anterior. Reajustaram o valor da mensalidade . Mesmo assim continua quebrado ?? Má gestão isso sim. Nós q vamos pagar o rombo ??

  • Leu | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 09h49
    3
    0

    PODE EXTINGUIR O MT SAÚDE, SÓ QUE AI VOCÊ GOVERNADOR DA AUXILIO SAÚDE COMO NO TJ DE ATÉ 500 POR SERVIDOR, AI QUERO VÊ SE VAI TER ROMBO NAS CONTAS ? FICA RECLAMANDO MAS SE OS SERVIDORES RECEBEREM ESSE AUXILIO IGUAL AO TJ DE MATO GROSSO AI O GOVERNO DO ESTADO VAI CHORAR MESMO . QUERO AUXILIO DE 500 REAIS IGUAL AO TJ DE MATO GROSSO E EXTINGUE O MT SAÚDE TA DE BOA !!!!!!

  • Servidor | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 09h21
    2
    0

    Gracas a Deus nuca fez esse plano visto saber que não ia valer nada que os políticos só pensan em enrrequeser na custo do eleitor só pensam em si mesmo acordom Mato grossense não vota em vagabundo ladrão e uma vergonha esses representantes do governo de mato grosso eu decidi não voto mais sinto nojo de políticos nojo de vômitos e pior doque ... não servem nem como adubo esse governador não vale o que come acabou com o mato grosso que feio faz do a incompetência é bem vista de todos creio que nunca mais conseguirá emprego no governo votasse exonerar o homem gente na eleição não votei nele e suas gentalha até as exonerações

  • sem mt saude | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h56
    1
    1

    caros amigos servidores, pq insistir com esse plano, se há tantos outros no mercado que funcionam, vamos partir pra outros planos,esse mt saúde,já era .........

  • NASCIMENTO | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 07h31
    7
    0

    Na realidade temos dois problemas sérios: o Primeiro é o governo querer fazer média "conosco" servidores públicos e criar um plano com valores muito abaixo que se cobraria no mercado. Com isso ou ele teria que fazer a complementação ou o plano iria se findar por falta de verbas. a SEGUNDA e mais grave ainda é a falta de transparência da administração, com indícios de desvios e outras artimanhas. O que se deveria fazer seria a formação de uma cooperativa, gerada e administrada pelos cooperados sem a intervenção do estado, e com a obrigação da prestação de contas e eleiçôes de diretoria, sem direito a reeleição.

  • marlan | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 07h15
    11
    3

    E O QUE ACONTECEU COM AQUELES QUE ROUBARAM O MT SAUDE? NADA..ESSE PLANO DE SAÚDE JA ERA. DESCONTOS SALARIAIS DIFERENCIADOS CONFORME FAIXA SALARIAL É ALGO ESTAPAFÚDIO, POIS O ATENDIMEMTO É IGUAL PARA TODOS. A BEM DA VERDADE ESSE PLANO TEM QUE SER EXTINTO. E BUSCAR UMA TERCEIRALIZAÇÃO...

  • Sociedade | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 21h58
    11
    0

    Vai aumentar o valor e vai continuar a mesma coisa.....INFELIZMENTE..

  • povo | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 21h17
    26
    1

    Engraçado, a MTI, antigo CEPROMAT, que vive de fonte 100, paga UNIMED para seus funcionários, além de altos salários e encargos trabalhistas. Os poderes também pagam auxílio alimentação e saúde, já o Executivo não pode. O ideal seria que todos fossem para o SUS, aí melhorava.

  • Ambrósio | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 21h15
    23
    0

    O servidor paga todo mês e não utiliza!!! Cadê o dinheiro? Esse plano não tem transparencia!! Querem roubar do servidor mais e mais. Esses sindicatos estão de brincadeira. O servidor não vai aceitar aumentar nada.

  • Gregório | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 21h08
    21
    1

    E o q acontece com esses ladrões q roubaram o dinheiro, nada, cadê a justiça, vai esperar prescrever, é simples assim, almenta a mensalidade põe na conta dos trouxas!?

  • ricardo | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 21h04
    24
    1

    enquanto isso os repasses extras para outros poderes estão em dia. que tal cortar a verba de publicidade do governo e pagar a dívida do mt saúde????

  • Tony cesar | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 21h01
    16
    1

    É só esse governo descontrolado repassar o dinheiro que é descontado do servidor, que não vai ter rombo.

  • Benedita | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 20h52
    17
    1

    Kaim,kaim,kaim, vão roubar de outro cambada, além de não ter atendimento ainda querem aumentar, basta a restituição que foi feita a TEREZINHA MAGGI na ordem de 205.000,00 mil reais e os demais não conseguiam sequer uma consulta!!!!!!!

  • José Pires filho | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 20h50
    17
    0

    Os administradores do MT saúde roubaram agora querem aumentar as mensalidades

  • o bobo roubado | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 20h50
    14
    0

    esse Sr Basílio Bezerra presidente do mt saude e muito corajoso e ao mesmo tempo simplesmente cara de pau de falar que para funcionar o mt saúde tem que aumentar a mensalidade acredito que não é isso. é fazer aqueles que passaram pela presidência da mesma devolver o dinheiro que eles roubaram do mt saude que os que foram descontados dos funcionários públicos para o bom andamento e funcionamento da mesma. roubaram tanto que que o funcionalismo publico não tem direito a um a consulta exame cirurgias e outros mais

  • MARCONDES | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 20h46
    13
    0

    Tudo Que o governo coloca a mão vai pró buraco, gestão de políticos é uma mera... e a conta vai pró povo ou servidores.

  • Euzebio funcionários | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 20h42
    14
    0

    SOS MTSAÚDE. PAREM DE TOMAR DINHEIRO NOSSO. TRABALHEM E PAGAM OS OUTROS CALOTEIROS.

  • Servidor | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 20h13
    14
    0

    Bando de canalhas, aprontam os roubos e querem que os servidores paguem pelos erros? Inadmissível isso, essa gestão está de parabéns, pelo excesso de safadeza!!!

  • Justino | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 20h12
    12
    0

    Sacanagem. Roubalheira.

  • João José | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 20h10
    21
    1

    Vai ser extinto sim senhor, Sr aumentar a contribuição ninguém mais vai querer essa merda de plano de saúde

  • Cuiaba na do Centro e chiquérrima. | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 20h10
    19
    1

    Vou fazer um comentário: A divida so aconteceu porque desde outubro de 2017 o governo nao vem pagando seus fornecedores hospitais clinicas laboratórios etc....e agora quer que nós que temos o plano tenhamos que pagar os meses que ele o governo nao quiz pagar???? Tenho meu irmão que está sem a protese do fêmur desde outubro porque o governo nao autorizou e na epoca era a clinica Curat. Como fica o meu irmao ?Continua com a perna bamba e sem ninguém do plano MTSAÚDE até agora, chamá-lo, para colocar o fêmur com os responsáveis que é a clinica Curat . E como a exemplo do meu irmão ,há centenas de pessoas do plano , precisando de próteses São emergências !!! E o Plano MTSAÚDE está omisso. Outra Pagamos $440,00(quatrocentos reais mensais ), e mais a cooparticipação de 20% a 30%. Aí vocês estão omitindo a verdade. E querendo enganar os outros . Portanto pagam urgentemente as dividas super atrasadas e façam um ótimo esforço para estabilizar as contas e nao aumentar o plano. Vcs precisam nos oferecer mais opções de médicos e decentes.decentes. Hospitais de ponta , isso sim. E não aumentar o valor, mostrem capacidades administrativas primeiro. Isso é crime. Vocês estão errados .Nós não vamos aceitar essa decisão. Os funcionários do plano atendem com antipatia,de cara fechada ,porque nao possuem , cursos de atendimento ao cliente. Nos tratam mal. E o plano tem que ter a lista dos melhores médicos de cada especialidade, para escolhermos obviamente . Nem a lista, vcs fornecem, porque? E porque nos laboratorios do interior o plano ninguém quer aceitar? A sociedade quer entender esse detalhe .Porque? Portanto do jeito que falas, parece que vc é o bam bam bam ,mas o Maurelio deixou de administrar o plano porque o governador nunca quis pagar o Sta Rosa o Jardim Cuiabá o São Mateus clínicas laboratórios etc etc... Não adianta ficar contra nós Allan. Contudo vcs tem que ficar é do lado nosso, os que não estão sendo atendidos a contento, como manda a Lei.MAL ATENDIDOS. Se vc for fazer gosto do Taques aí pode parar . Cansamos de BLÁ BLÁ BLÁ .E neste ano em que estamos em crise, o salário sempre atrasado,sem RGA, vcs querem aumentar o plano MTSAÚDE? Acordaaaaaaaa........isso é golpe é crime. Esses meses todos estamos pagando e não estamos usando por falta de hospitais e médicos decentes. Alan quer ser candidato a deputado estadual.....asim?Contr nós ? Acordaaaaaaaa ...

  • Zion | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 20h08
    12
    1

    Dá-le Cuiabá da corrupção.. FORA TAQUES LIXO. DESGOVERNO TOTAL. Se vc é servidor e tem um mínimo de respeito pelo seu dinheiro SAIA DO MTSAUDE. Estão usando o dinheiro do plano para outros fins...CADE O DINHEIRO DE MT. TAQUES E PSDB LIXO. PIOR GOVERNO DE TODOS OS TEMPOS.

  • servidora | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 20h07
    12
    0

    O pior é que eles estão colocando o MT saúde como plano, mas não é. É uma caixa de assistência, além de ter que pagar um olho da cara em um plano de saude ter que esperar as carências é tenso... Mas como já foi colocado, eles aprontam e nos temos que pagar o pato! Isso é uma palhaçada.. me sinto assaltada...

  • Satanás | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 19h56
    3
    1

    Eu quero morrer em paz para ir pro inferno...será que posso morrer sem ser roubado......

  • Robson | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 19h49
    8
    0

    Paga 800 auxilio saude....e boa...acaba com essa porra...

  • Triste Historia de um Servidor | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 19h49
    10
    0

    Chega ser constrangedor ligar nos consultórios ou hospitais e perguntar se atendem pelo MT Saúde. É essa a valorização que o servidor publico de Mato Grosso sente na pele em seus momentos de maior vulnerabilidade.

  • Junjor | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 19h48
    0
    7

    Eu ainda acredito nesses DEPUTADOS. Espero que eles não se deixem levar por picuinhas ou mesmo, acertos entre politicos da politicagem. Estamos de olho, as eleições estão ai...

  • Andre wilker | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 19h43
    6
    0

    e so sobra para o contribuinte o servidor que esta na luta do dia a dia e sevirando como pode para manter as contas em dias eo malabarismos para suplementar a família.

  • Sandra | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 19h29
    7
    0

    Como sempre nós pagando pelos rombo dado no cofre público, ainda nem a dignidade de fazer os repasse dos dinheiro recardado faz ai quando precisamos de tratamento não temos por falta de pagamento.

  • Servidor público estadual | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 19h15
    39
    0

    Como pode gastar 9 milhões por mês se não tem atendimento aos clientes, e onde tem 2 hospital atendendo? O que tem é o pronto atendimento do hospital Jd Cuiabá e do Santa Rita na vg, exames de imagem e especialidades médicas em nenhum lugar tem, ainda quando pago particular o reembolso não acontece. Tenho reembolso desde outubro sem receber em valores baixos $150,00 , $80,00 , $120,00 e nada de pagarem, e minha mensalidade é descontado religiosamente em meu holerite. Os servidores públicos estaduais de MT pagam saúde três vezes e não as tem, senão vejamos a constituição do Brasil fala que saúde é direito de todos e pagamos a primeira através de nossos impostos, a segunda quando pagamos o mtsaude e não somos atendidos tendo que pagar uma terceira vez particular para sermos atendidos.

  • Cidadão | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 19h12
    34
    0

    Assim fica fácil, faz o roubo agora quer aumentar a mensalidade para cobrir o rombo 👏👏👏👏👏

  • osvaldo | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 19h06
    35
    2

    HAHAHAHA, ESTE E UM BARCO QUE TA PEGANDO FOGO E AFUNDANDO NO MEIO DO OCEANO, JÁ NÃO FUNCIONA, ESTA PRATICAMENTE IMPOSSÍVEL DE CANCELAR E AINDA VAI AUMENTAR O VALOR DA MENSALIDADE, JÁ NÃO BASTA O CORO E O SANGUE DE QUEM PAGA, QUEREM ATE O PÓ DOS OSSOS, KKKKKK

  • Só Observo! | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 19h03
    29
    1

    É piada ou algo parecido? Lapada, lapada, lapada nos Servidores.

  • Só Observo! | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 19h03
    22
    0

    É piada ou algo parecido? Lapada, lapada, lapada nos Servidores.

  • Só Observo! | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 19h03
    18
    0

    É piada ou algo parecido? Lapada, lapada, lapada nos Servidores.

  • marcelo augusto de oliveira | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 18h56
    27
    1

    CABIDE DE EMPREGO, FORNECEDORES E USUÁRIOS QUE SE FERREM, OS COMISSIONADOS RECEBEM EM DIA. PRA QUE UMA SEDE DAQUELA SE NÃO TEM DINHEIRO PARA PAGAR COLABORADORES?

  • Associações POLÍCIA MILITAR | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 18h50
    21
    5

    💯% usuários ( vamos migrar pra UNIMED )

  • Nefe Nogueira | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 18h46
    18
    0

    Quer dizer então, que os caras arrombam os cofres e os Servidores é que cobrem os desfalques? E eles... de Boa, sem punições e com as mansões?

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS