19 de Agosto de 2017,

Política

A | A

Sábado, 12 de Agosto de 2017, 23h:10 | Atualizado:

DEBATE

Cuiabá cria comissão para discutir aumento do IPTU em 2018


Da Redação

cuiaba-aerea.jpg

 

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), nomeou na última quinta-feira (10) os membros que farão parte de uma comissão que pode propor o reajuste do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) da Capital. O grupo tem até o dia 30 de setembro de 2017 para finalizar os trabalhos.

De acordo com o decreto nº 6.333/2017, os membros da comissão que revisará a planta de valores genéricos do município - responsável por eventual reajuste no imposto -, terá representantes das Secretarias Municipais de Fazenda, Meio Ambiente, Planejamento, além da Procuradoria Geral do Município e da Câmara de Vereadores de Cuiabá.

Organizações privadas - como o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-MT), o Sindicato das Indústrias da Construção de Mato Grosso (Sinduscon-MT), o Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-MT), o Sindicato das Empresas de Compra e Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Condomínios de Cuiabá e Várzea Grande/MT (Secovi-MT) e outras -, também fazem parte da comissão.

Neste ano, a prefeitura de Cuiabá aumentou o IPTU em 7,87%, conforme correção baseada no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O executivo ainda tentou realizar a revisão da planta genérica, que poderia gerar aumento do imposto, mas recuou da ideia. 

Para que tenha validade no próximo ano, um eventual reajuste do IPTU, ou revisão da planta genérica tem que ser aprovado pela Câmara de Cuiabá até o final do ano.

 

Postar um novo comentário

Comentários (20)

  • Lima | Segunda-Feira, 14 de Agosto de 2017, 08h23
    0
    4

    Quantas lágrimas de crocodilo, o IPTU daqui nem é tão caro assim. O que a gente deveria brigar é pela efetiva aplicação dos reajustes, fazer uma separação dos bairros que tem estrutura dos que não tem e ainda, elevar a taxa daqueles que tiveram super valorização no mercado imobiliário e para isso o CREA e CRECI, são fundamentais para ajudar a Prefeitura de Cuiabá.

  • Benedito costa | Segunda-Feira, 14 de Agosto de 2017, 08h18
    1
    0

    O imposto em Cuiaba é caro dado a incopetencia e o ingerenciamento da cobrança do imposto, bem como o retorno que nao é devidamente aplicado no bem estar e na qualidade de vida do morador. Falta sim pro municipio saber cobrar o imposto, principalmente os atrasados que passa ano a ano e mesmo com a conciliaçao nao conseguem reverter o quadro justamente por ser caro.

  • adias@bol.com.br | Segunda-Feira, 14 de Agosto de 2017, 00h30
    3
    0

    A prefeitura ser for mesmo seria seria teria que baixa o valor!!! Mas caso queira entrego meu imóvel pelo valor venal que prefeitura paga já está entregaUE

  • Raul silva | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 18h56
    1
    2

    Vou vender tudo que tenho é morar de aluguel. Em Cuiabá é inviável ter imoveis.

  • bruno melo | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 17h16
    8
    0

    É um absurdo.. deveriam baixar o valor dos iptus... vide a crise e desvalorização imobiliária e de todos os setores no país..

  • Alencar | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 17h14
    6
    2

    Esse prefeito está igual ao Temer, aumento dos impostos,+impostos,+impostos+impostos. Para onde vai esse dinheiro? Propaganda? Para o bolso de quem?

  • Ronaldo | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 17h03
    6
    0

    Não tiraram o chapéu! Agora aguenta o Emanuel, Tem que consegui r dinheiro pra Cuiabá dos 300 anos sem asfalto infraestrutura esgoto escola s etc. Afinal aqui é uma maravilha

  • cansado de esperar justiça | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 16h33
    6
    0

    PREFEITO Emanuel Pinheiro- tem que reavaliar mesmo os imoveis de Cuiabá, após a Copa - no inicio das obras da Copa o prefeito da época super valorizou os imoveis de Cuiabá só para cobrar imposto ou seja (IPTU) hoje ninguém consegue vender um imóvel pelo valor venal que esta no IPTU mas o comprador tem que pagar as taxas e os impostos encima do valor venal. Realmente PREFEITO seja justo reavalie os imoveis de Cuiabá. a copa passou só restou para nos cuiabanos, buracos, desvio, Desempregos, empresas fechadas, obras paradas que só causa prejuízo aos proprietários de imoveis e ainda tem que pagar um absurdo de IPTU.

  • Adriana | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 12h13
    8
    0

    Crise ? Um prefeito que, decide criar uma Secretaria extraordinária, com estrutura e , o que é pior , contratações de servidores, no intuito de "comemorar " 300 anos fundação da capital, sem abrir uma ampla discussão em audiência pública acerca das reais prioridades. Não será agora que vai considerar os munícipes e suas necedades. Alguém tem que pagar pela festa , agora, é só esperar o chicote ! Com a palavra, os nobres vereadores .

  • Luiz | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 11h36
    4
    0

    APÓS CRIAÇÃO DA SECRETARIA 300 ANOS E DA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO COM DEZENAS DE CARGOS PARA APADRINHADOS POLITICOS, A CUSTA DE CUMPRIR CONCHAVOS POLITICOS CHEGA A HORA DE PASSAR A CONTA PARA O POVO PAGAR.

  • Jorge | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 10h39
    3
    0

    Quando tiver que ser desapropriado algum imóvel daí vão reclamar do preço ou até mesmo vender alguém vende pelo preço do valor venal de hoje?

  • Jorge | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 10h39
    2
    0

    Quando tiver que ser desapropriado algum imóvel daí vão reclamar do preço ou até mesmo vender alguém vende pelo preço do valor venal de hoje?

  • Ande | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 08h36
    9
    1

    O tal do cuiabano, vou te falar, são ruins para eles mesmos, aumento de IPTU, em plena crise.

  • Jean | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 08h36
    10
    2

    O povo escolheu ele agora aguenta!!!!

  • Jose Roberto | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 08h29
    9
    2

    De novo??? Esse ano já houve o reajuste do valor venal e em consequência o aumento do IPTU

  • Henrique | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 07h38
    9
    2

    Os únicos que não tem direito algum nessa revisão são os munícipes. Levante a mão que é um assalto !!!

  • Rui | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 07h19
    9
    4

    PAREM DE RECLAMAR PAGUEM. E CONTINUEM VOTANDO. BANDO DE OTARIOS

  • Rui | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 07h19
    8
    5

    PAREM DE RECLAMAR PAGUEM. E CONTINUEM VOTANDO. BANDO DE OTARIOS

  • Dr Wilson Martins | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 01h38
    16
    1

    Se efetuarem um estudo técnico (sério) terão que diminuir o valor da planta genérica.

  • Augusto | Domingo, 13 de Agosto de 2017, 00h06
    20
    2

    Em momento de crise???? Malucosss!!!

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS