18 de Janeiro de 2017,

Política

A | A

Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 09h:15 | Atualizado:

DECISÃO UNILATERAL

Cuiabá "expulsa" empreiteira que abandonou obra de R$ 2,9 milhões


Da Redação

praca-passaredo.jpg

 Projeto de revitalização da Praça de Esportes e Cultura do Jardim Passaredo

A Prefeitura de Cuiabá rompeu contrato com a S.O.S Construtora, Comércio e Serviços LTDA - ME, responsável pela obra da Praça dos Esportes e da Cultura , no Bairro Jardim Passaredo. A construção, orçada em R$ 2,9 milhões, deveria ter sido entregue em julho de 2013, porém as obras não foram finalizadas até hoje.

De acordo com decreto publicado no Diário Oficial de Contas desta segunda-feira (9), a Secretaria Municipal de Obras Públicas decide pela rescisão unilateral firmada com a construtora em razão do atraso nas obras. Conforme  o documento,  um relatório técnico produzido pela pasta apontou que a empresa havia paralisado totalmente a obra desde 16 de novembro de 2016.

Cerca de 70% do lugar teria sido construído e desde então a obra teria sido paralisada pela empresa. 

As obras da praça tiveram início em novembro de 2012 e a construção foi idealizada com o objetivo de servir como um espaço de entretenimento, esportes, cultura e lazer para os moradores da Região Sul da Capital. A expectativa era de que 16 bairros fossem beneficiados pela nova construção. 

A Praça dos Esportes e da Cultura foi uma obra do Plano de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2), que teve o Ministério da Cultura (Minc) responsável pelo repasse dos recursos. 

O projeto do espaço apontava que o lugar deveria ter 7 mil metros quadrados. Conforme o planejamento da Praça dos Esportes e da Cultura, o local deveria ter uma sede do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS); salas multiuso; biblioteca com telecentro; Cine Teatro com 125 lugares; pista de skate; equipamentos de ginástica; playground; quadra poliesportiva coberta; quadra de areia; jogos de mesa e pista de caminhada.

Depois da rescisão do contrato com a empresa, a Prefeitura deve analisar as medidas necessárias para que uma nova empresa seja contratada para concluir o projeto inicial da praça.

 

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Cpa | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 17h16
    0
    0

    Qdo eu digo que MM e ruim com administrador.não cuidou como deveria.vai aparecer mais coisas cabeludas.esperem pra ver.enganadores.cadê MP,VEREADORES DA CASAS DOS HORRORES.,

  • Germano Arruda da Costa | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 13h43
    0
    0

    A empresa escreve em letras carrafais para aqueles que querem a prestação dos seus serviços. S.O.S. quer mais que isso??? Como já diziam os mais antigos e a histpria da venda do burro...o defeito tá na cara. O burros era cego.

  • ze messias | Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 10h46
    22
    0

    cade os vereadores, MP e TCE, procuradoria do municipio ..... cade estas instituições pra serve?

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS