28 de Maio de 2017,

Política

A | A

Sexta-Feira, 19 de Maio de 2017, 22h:20 | Atualizado:

OPERAÇÃO RÊMORA

Depoimento em que Permínio detalhará divisão de propina segue incerto em MT

Juíza Selma Arruda está em tratamento médico e oitiva pode ser adiada


Da Redação

perminio-arthur2.jpg

 

O reinterrogatório do ex-secretário estadual de Educação, Permínio Pinto, onde ele deve dar detalhes sobre os valores desviados dos cofres públicos, ainda não tem data confirmada. Apesar de o procedimento estar marcado para a próxima segunda-feira (22), a licença médica da juíza Selma Arruda, titular da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, pode fazer com que a audiência tenha que ser remarcada.

Permínio Pinto é alvo da “Operação Rêmora”, que trata sobre fraudes praticadas na Secretaria Estadual de Educação (Seduc), durante o período em que ele era o líder da pasta, de janeiro de 2015 a maio de 2016. Ele é apontado como chefe do esquema, que desviava dinheiro dos cofres públicos por meio de fraudes em licitações e pagamentos de propinas.

Ele foi preso em 20 de julho, na segunda fase da Rêmora. Durante interrogatório a Selma Arruda, em 15 de dezembro passado, ele confessou que permitiu e se omitiu sobre o esquema criminoso na secretaria. O ex-secretário também revelou que se beneficiou com percentual do dinheiro arrecadado. Dias depois, em 19 de julho, a magistrada concedeu prisão domiciliar a ele.

Por conta da confissão, a juíza marcou reinterrogatório para 22 de maio, próxima segunda-feira. Na audiência, é esperado que o ex-secretário revele o modo como foram divididos os valores desviados pela organização criminosa que atuava na Seduc. Além disso, Permínio também deve contar o montante que lhe foi entregue pelos aliados. Com base no dinheiro que ele teria recebido no esquema, a juíza Selma Arruda deve determinar o valor que o ex-líder da Educação no Estado deverá ressarcir aos cofres públicos.

Em janeiro, o advogado Artur Osti, responsável pela defesa do ex-secretário, garantiu que Permínio devolverá aos cofres públicos os valores que teria recebido no esquema de fraudes em licitações e propinas. Na época, Osti informou que ainda não sabia o montante que teria sido recebido pelo ex-secretário e que seria realizado um levantamento, para que posteriormente a informação fosse repassada à Justiça.

As novas revelações de Permínio, porém, podem ser adiadas, em razão da licença médica da juíza Selma Arruda. A magistrada sofreu uma fratura no pé, está afastada de suas funções desde o início do mês e segue sem previsão para retornar ao trabalho. Em razão do problema de saúde dela, diversas audiências tiveram de ser remarcadas.

De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Estado, ainda não há prazo para que Selma Arruda retorne às suas funções. Porém, não é descartada a possibilidade de ela receber alta ainda na segunda-feira e conduzir o reinterrogatório de Permínio.

Em caso de Selma Arruda não conseguir retornar ao trabalho, a audiência com o ex-secretário poderá ser conduzida pelo substituto direto dela, o juiz Jurandir Florêncio de Castilho Júnior. No entanto, isso dependerá das pautas que o magistrado terá na segunda-feira. Jurandir foi o responsável por conduzir duas audiências da “Operação Sodoma”, em substituição à juíza. Porém, durante o terceiro procedimento sobre a ação penal, ele se declarou impedido, pois seu irmão, Hugo Florêncio de Castilho, é advogado do réu e delator do esquema, Afonso Dalberto. Desta forma, ele anulou as duas audiências que havia conduzido.

Depois de Jurandir Florêncio, o seguinte, na linha se substituição de Selma Arruda, é o juiz Geraldo Fidélis. Porém, ele está afastado da Vara Criminal, em razão de fazer parte do “Regime de Exceção” do Tribunal de Justiça do Estado. Fidélis está analisando decisões que decretaram a manutenção de prisões provisórias e definitivas, para apurar possíveis detenções ilegais.

O substituto seguinte é o juiz Jorge Luiz Tadeu Rodrigues, que atualmente é responsável pelos processos da Segunda Vara Criminal de Cuiabá. Em resposta a uma possível substituição à juíza, nas audiências da Sodoma, após Jurandir se declarar impedido, Jorge afirmou que não poderia conduzir as audiências, pois estava respondendo a todos os processos da Segunda Vara Criminal. “Resta humanamente impossível a realização do ato agendado para esta data nestes autos”, justificou o magistrado.

Jorge Tadeu explicou que possuía 35 audiências para terça-feira (16), data em que ocorreu a audiência da Sodoma, e por isso não poderia realizar os interrogatórios da operação. Porém, ele foi o responsável por alterar as datas dos julgamentos e determinou nova oitiva para o procurador do Estado, Alexandre César, que havia prestado depoimento a Jurandir Junior, em uma das audiências que foi anulada pelo magistrado.

Em razão da demanda na Segunda Vara Criminal, é provável que Jorge Luiz Tadeu também não possa assumir a função de substituto de Selma Arruda no reinterrogatório de Permínio. Portanto, segue incerta a audiência de segunda-feira. Em caso de ausência de magistrado, o procedimento será adiado, assim como a audiência da Sodoma da última terça-feira, que também foi adiada e teve os procedimentos remarcados para julho. 

Postar um novo comentário

Comentários (17)

  • henrique douglas | Terça-Feira, 23 de Maio de 2017, 01h08
    0
    0

    Tem que limpar sim, a política ta cheia de corrupção mas Taques fez o certo em limpar a casa.

  • Carla Gusmão | Terça-Feira, 23 de Maio de 2017, 01h05
    0
    0

    Taques colocou ele no olho da rua pois estava no meio da corrupção.

  • Cuiabano | Segunda-Feira, 22 de Maio de 2017, 20h25
    0
    0

    Assim que Governa com seriedade, tendo indícios de que existe coisa errada, tem que ser investigado, e se necessário for, preso!

  • Joao Batista | Segunda-Feira, 22 de Maio de 2017, 20h24
    0
    0

    Se tem algo sujo dentro de casa, tem que limpar!

  • Juliana Lemos | Segunda-Feira, 22 de Maio de 2017, 19h38
    0
    0

    delata mesmo, aposto que senhor silval vai tomar mais uns anos. Taques vem fazendo milagre com o estado e sua economia após a falência que o governo passado proporcionou a mt

  • Pricila Moura | Segunda-Feira, 22 de Maio de 2017, 19h32
    0
    0

    Olha, vamos ver no passado, como é que estava nossa situação e como está agora. Silval é o exemplo dos governantes que tivemos no passado

  • Brenda | Segunda-Feira, 22 de Maio de 2017, 18h57
    0
    0

    Permínio foi retirado do governo pq Taques é um homem honesto é só quer pessoas honestas ao seu lado.

  • Cleiton | Segunda-Feira, 22 de Maio de 2017, 18h52
    0
    0

    Na época de Silval as pessoas cometiam crimes e continuam no governo tranquilamente, agora no governo de Taques é CADEIA NELES!

  • Eliana | Segunda-Feira, 22 de Maio de 2017, 18h36
    0
    0

    Isso é atitude de pessoas responsável, que não aceita gente corrupta!!

  • marcos gonçalves | Domingo, 21 de Maio de 2017, 11h38
    2
    0

    vai dar sim o perminio seguiu o mesmo plano implantado na seduc no governo silval bem feito se lascou misturou com bandido virou bandido

  • Nego Preto | Sábado, 20 de Maio de 2017, 12h36
    8
    2

    Hummmm xô mano. Larga de moage. Perminio é do PSDB. Vai dar em nada não. O governo vai trabalhar ficar blindado sempre. Veja o exemplo dos grampos ilegais... acham que vai dar em alguma coisa? No máximo vão culpar o cabo da PM, mais algum nanico... mas o mandante? du-vi-do! Estamos em Mato Grosso, gente. Larga de besteira!

  • pedrinho | Sábado, 20 de Maio de 2017, 10h46
    6
    3

    Não sei todo esse circo que está fazendo apenas o Perminio pediu uma data para relatar o valor adquirido individamente e devolver esse valor e acabar com esse tormento até porque o Perminio com a prisão no CCC e na sua casa atualmente acredito que ele já pagou sua divida com a justiça.

  • P.R | Sábado, 20 de Maio de 2017, 09h36
    6
    2

    Deve saber muito , o dele ta na reta e a hora e essa!

  • CARLOS ALBERTO | Sábado, 20 de Maio de 2017, 08h12
    9
    4

    É SIMPLES QUANDO ELE VAI REVELAR A PODRIDÃO DOS ATUAIS AÍ INVENTAM DESCULPA PRA NÃO OUVIR O MELIANTE PERMINIO

  • CÉLIA | Sábado, 20 de Maio de 2017, 07h04
    9
    3

    ISSO CHEIRA POSTERGAÇÃO, PARA NÃO MANCHAR (MAIS DO QUE ESTÁ MANCHADA) A IMAGEM DO QUERIDINHO GOVERNADOR AFFF NOJO DESSAS MANOBRAS. MAS QUANTO MAIS FAZEM ESSE TIPO DE MANOBRAS PIOR FICA.

  • exercito russo | Sábado, 20 de Maio de 2017, 06h40
    10
    3

    FONTES SEGURAS DIZEM QUE TAQUES ESTÁ ENVOLVIDO, LOGO SABERÃO DOS DETALHES..

  • Benedito costa | Sábado, 20 de Maio de 2017, 06h18
    8
    3

    Eu acho que no Brasil, nao se causa mais espantos em relaçao a corrupçao que esta até em filas de bancos. Portanto acho que ja esta na hora de todas essas operaçoes nao ter mais o sigilo de informaçoes. A sociedade precisa saber com mais claridade das coisas que vem acontecendo e que ja nao sao mais novidades pra ninguem

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS