17 de Janeiro de 2018,

Política

A | A

Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 11h:37 | Atualizado:

FIM DA MAMATA

Educação de MT muda horário de servidores e retoma expediente integral

Mudança foi feita pelo "grande volume de trabalho", segundo portaria


Da Redação

MARRAFON.jpg

 

O secretário de Educação (Seduc), Marco Marrafon, alterou o horário de expediente dos servidores da pasta, para 2018. Com isso, o expediente na pasta passará a de ser de 40 horas semanais, no lugar das atuais 30 horas.

A medida é válida para os funcionários lotados nos setores da Seduc e secretarias adjuntas. Com a medida, o horário de trabalho também será alterado.

Atualmente, o servidor entra as 13h00 e sai as 19h00. Com a mudança, passará a iniciar o expediente as 8h00 e vai até as 18h, com intervalo para almoço de 12h00 as 14h00.

A mudança passa a valer a partir da próxima segunda feira. Com isso, a Seduc passará a seguir o que já foi adotado pela Secretaria de Cidades (Secid).

Desde a chegada de Wilson Santos, a pasta adotou o regime de 40 horas. Ela é válida para os servidores comissionados e para os efetivos que tenham algum cargo de direção, gerência e assessoramento (DGA).

Na Seduc, é válida para todos os servidores. O Governo do Estado alterou, em setembro de 2016, o horário de expediente dos servidores estaduais.

Antigamente, eles atuavam 40 horas semanais, mas com a mudança decretada pelo governador Pedro Taques, passaram a ter uma jornada de trabalho de 30 horas. A justificativa do executivo estadual foi a de contenção de despesas.

De acordo com a portaria assinada por Marrafon, a alteração é necessária, “em virtude do grande volume de trabalho, obras, atos e procedimentos administrativos na execução do Programa Pró-Escolas e com o fito de dar maior qualidade, celeridade e eficiência no atendimento às demais demandas desta Secretaria, unidades escolares estaduais e ao público em geral”.

Postar um novo comentário

Comentários (31)

  • Camila | Domingo, 14 de Janeiro de 2018, 13h44
    1
    1

    Trabalhar 6 horas corrido acho mais cansativo, não tem mamata, ficamos sobrecarregados, já estávamos por falta de servidores, foi feito um concurso pra ninguém passar (nível de dificuldade altíssimo) muita gente acabava trabalhando mais de 6 horas, e isso não valeu para os cargos comissionados , pelo menos os que batiam ponto, muitos setores ficavam com luzes e computadores ar condicionado ligados... E a economia? Mamata, gente que enrola no serviço tem em qualquer lugar. Liga na ouvidoria e denúncia, formaliza, não generaliza pq tem funcionário público que dá o sangue. Vamos ser mais sensatos, trabalhamos sem segurança e equipamentos básicos, muitas vezes sem copo sem papel higiênico e muitas coisas q temos q levar de casa, só pra constar não é reclamação ok

  • Camila | Domingo, 14 de Janeiro de 2018, 13h44
    1
    1

    Trabalhar 6 horas corrido acho mais cansativo, não tem mamata, ficamos sobrecarregados, já estávamos por falta de servidores, foi feito um concurso pra ninguém passar (nível de dificuldade altíssimo) muita gente acabava trabalhando mais de 6 horas, e isso não valeu para os cargos comissionados , pelo menos os que batiam ponto, muitos setores ficavam com luzes e computadores ar condicionado ligados... E a economia? Mamata, gente que enrola no serviço tem em qualquer lugar. Liga na ouvidoria e denúncia, formaliza, não generaliza pq tem funcionário público que dá o sangue. Vamos ser mais sensatos, trabalhamos sem segurança e equipamentos básicos, muitas vezes sem copo sem papel higiênico e muitas coisas q temos q levar de casa, só pra constar não é reclamação ok

  • Allana | Domingo, 14 de Janeiro de 2018, 10h19
    4
    0

    Fim da mamata? O governador baixa um decreto e funcionários da seduc que estavam na mamata? Ah por favor né, deveria ser o fim também de reportagens mal formuladas!!!

  • Barbosa | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 22h50
    1
    0

    As delegacias especializadas ja passou da hora de voltar a a atender em tempo integral.

  • Said Joseph | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 22h47
    2
    4

    Nada mal. Vamos ver se de agora em diante, os servidores da SEDUC decidam trabalhar prá valer. Ou seja, parem de ficar coçando o saco o dia inteiro.

  • Rodrigo | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 18h50
    8
    8

    Represália ao SINTEP e ao PT. Simples. Por causa da ameaça de paralisação essa semana por atraso salarial. Quem fala demais dá bom dia à cavalo.

  • Felipão | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 18h12
    11
    2

    Esse site este a mando do pior governador que já existiu em Mato Grosso.... Quando coloca fim da mamata... KD o Perminio ??? ....

  • Senhor Sincero | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 17h58
    23
    5

    Não sei porque ainda leio essas "notícias" desse site mequetrefe... kkkkk

  • Carlos | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 17h55
    28
    5

    O que eu vejo são comentários tachando os professores de vagabundos, infelismente! Mais muitos desses que estão comentando de forma negativo, são um bando de ZÉ RUELA, DESPROVIDOS DE IDÉIAS, NÃO CONSEGUIU DURANTE TODA ESSE TEMPO TER UMA FORMAÇÃO SUPERIOR, COLOCA OS FILHOS NO MUNDO QUERENDO QUE OS PROFESSORES SEJA BABÁ DE SEUS FILHOS PORQUE NÃO TEM CONDICÃO DE EDUCAR O PROPRIO FILHO, BANDO DE COVARDES, O PAI VICIADO E A MÃE PUTA...AI TUDO CAI PRA OS GLORIOSOS PROFESSORES CUIDAR DOS FILHOS ORFÃOS..INFELISMENTE...o Brasil, Mato Grosso propria Cuiaba com o prefeito Ladrão está nessa situacão por causa de vocês analfabeto politicos que vendem seus votos a troco de nada agora quer fazer comentários contra a classe que deveria ser valorizadas no mundo..

  • Elzimar | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 15h58
    4
    12

    Secretaria que mais trabalha em MT! Parabens aos profissionais da Educacao e ao Marrafon

  • Adriana | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 15h53
    18
    2

    E por falar nisso, onde socou a verba do FUNDEB?

  • JUMA | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 15h46
    23
    5

    Mamata é a PQP. Para os desavisados, o Decreto é Ato Governamental para todos os órgãos de MT. Mais uma demonstração clara de que fazem com a educação o que bem querem... um governo que não respeita a Educação. Os Ignorantes enchem a boca para detonar a Educação, e assinam abaixo do desmando. É tudo o que o Secretário quer, ... posar de bom moço para engatar sua campanha política. Tira a atenção de si, paga de bonzinho, e pelos comentários anteriores, xeque-mate. ENQUANTO OS CÃES LADRAM, A CARAVANA PASSA.

  • Teka Almeida | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 15h39
    15
    2

    Lembrem-se de uma coisa, a Seduc voltar ao horário antigo não signigica que haverá atendimento no período da manhã ao público. Sempre se atendeu a partir das 14h alegando-se que o período matutino é para dar andamento nos trabalhos.

  • Carla | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 15h01
    7
    12

    Aproveitando a ocasião seria muito válido fazer a recondução e convocação de todos os professores que está em desvio de função, na SEDUC pra ganhar 33% a mais pois a atividade a qual foi aprovado e professor. Esses professores voltando para sala de aula diminui de forma expressiva o gasto do Estado com a contratação de professores pra substituí-los nas funções as quais foram efetivados.

  • Carla | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 14h58
    2
    3

    Aproveitando a ocasião seria muito válido fazer a recondução e convocação de todos os professores que está em desvio de função, na SEDUC pra ganhar 33% a mais pois a atividade a qual foi aprovado e professor. Esses professores voltando para sala de aula diminui de forma expressiva o gasto do Estado com a contratação de professores pra substituí-los nas funções as quais foram efetivados.

  • Carla | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 14h57
    4
    4

    Aproveitando a ocasião seria muito válido fazer a recondução e convocação de todos os professores que está em desvio de função, na SEDUC pra ganhar 33% a mais pois a atividade a qual foi aprovado e professor. Esses professores voltando para sala de aula diminui de forma expressiva o gasto do Estado com a contratação de professores pra substituí-los nas funções as quais foram efetivados.

  • olho vivo | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 14h34
    15
    4

    Ao fazer essa mudança, o nobre secretário sucumbe à pressão de meia dúzia de servidores que trabalham na sede. Explico. A lei de carreira da Seduc impõe como limite de 30 horas a jornada de trabalho. Ao voltar para 40 horas, abre novamente a necessidade de complementar o salário desses servidores em 33,33% sobre o salário bruto. Isso acarreta em aumento absurdo da despesa mas não retorna em serviços para a população.

  • silva | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 14h28
    6
    14

    Tinha que acabar com a mamata de todas as secretarias, esse povo só sabe brigar, trabalhar que é bom 🤔! Alunos terminam o segundo grau sem saberem fazer contas, concordância! A boa vontade em atender a população, é melhor nem comentar. Um governo não se faz só com um governador, se faz, principalmente com a boa vontade, capricho, zelo e disciplina dos servidores. É verdade que não se pode generalizar, há servidores excelentes, mas os que mais brigam são sempre os que menos trabalham e contribuem para um Mato Grosso melhor, isso é fato, em todos os órgãos públicos.

  • ORLANDIR GONCALVES CAVALCANTE | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 14h15
    13
    2

    A reportagem é tão fajuta que esquece que este horário foi adotado pelo próprio governo como medida de contenção de gastos. Forma criminosa atribui aos servidores este horario meia boca. Nós do interior inclusive somos sempre prejudicados com este horario meia sola. Deixem de puxar saco do governo. O horario reduzido foi medida do governo que paga informes publicitarios para voces.

  • Amaral Peixoto de Oliveira | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 13h59
    8
    1

    Seduc a maior das secretarias com menor salários só temos uma arma o Título de Eleitor não vamos votar neste Marafon e Taques quer descriminar vamos Votar contra.

  • Carlos | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 13h52
    14
    2

    Interessante, o governador decreta a redução do expediente e um site bosta como o de vocês tem a capacidade de colocar a chamada da bosta da matéria de 'fim da mamata'. "Jornalismo Bosta" deveria ser o título!

  • Patricia | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 13h39
    23
    0

    Senhores não existe a tal "mamata". A jornada de trabalho pode ser realizada com 8 hs diárias com intervalo obrigatório de 2 hs ou com 6 hs ininterruptas. Isto é lei e vale para todos. O governo somente optou por trabalhar 6 hs corridas, o que acarreta diminuição de gastos e mais do que isso, otimiza as horas de trabalho. O que convenhamos é de suma importância. A existência de servidores que não cumprem horário ou que não desempenham suas funções de forma correta é um outro assunto e que merece com certeza o nosso repúdio.

  • América | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 13h38
    4
    12

    Quando nada contenta o povo, tem que da a César o que é de César , e mais quem nao vem pelo amor, vem pela dor é isso, tantas pessoas trabalham 08 horas de segunda /sábado e ganham no máximo 2 salários, servidores qanham muito mas muito mesmo pra não fazer quase nada e reclama! sei que vão dizer; que estudaram, anos de dedicação exclusiva, ótimo, concordo e parabenizo por isso, sao mérito seus conquistado mas o momento é difícil pra todos, quantas pessoas estao aí desempregados e ai gente,Agradeça a Deus gente, por esses salários que muitos gostaria de estar recebendo. . Olha para os irmãos do Rio de Janeiro, RN olha gente..AGRADEÇA GENTE,AGRADEÇA A DEUS ..deixe de ostentação e egoísmo. ..Nada se leva... Viva mais e reclame menos. .tudo passa. ..

  • José | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 13h37
    13
    2

    Esse marrafão ainda quer ser deputado? tá loco mano? vai ter q gastar muito pra ter 3 mil votos. Pode tirar Print kkkkkkkkk mais uma cria de pedrinho que vai se lascar em 2018.

  • América | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 13h37
    3
    12

    Quando nada contenta o povo, tem que da a César o que é de César , e mais quem nao vem pelo amor, vem pela dor é isso, tantas pessoas trabalham 08 horas de segunda /sábado e ganham no máximo 2 salários, servidores qanham muito mas muito mesmo pra não fazer quase nada e reclama! sei que vão dizer; que estudaram, anos de dedicação exclusiva, ótimo, concordo e parabenizo por isso, sao mérito seus conquistado mas o momento é difícil pra todos, quantas pessoas estao aí desempregados e ai gente,Agradeça a Deus gente, por esses salários que muitos gostaria de estar recebendo. . Olha para os irmãos do Rio de Janeiro, RN olha gente..AGRADEÇA GENTE,AGRADEÇA A DEUS ..deixe de ostentação e egoísmo. ..Nada se leva... Viva mais e reclame menos. .tudo passa. ..

  • Indignada | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 13h34
    11
    3

    Tem muito professor longe de sala de aula. Fazendo o que? Na minha opinião tinha que acabar assessoria, cefapro. Quantos professores estão nessas repartições? Faz diretoria por polos. Isso reduz gastos. Formação continuada na escola não funciona.

  • Ana | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 13h25
    29
    6

    O pior era que servidores com dois cargos lotados ba no Órgão Central só trabalhava meio período. Vai ka folhamax e constate isso também, e os contratados que recebe mais que um professor em final de carreira recebe por 40 horas e só estava trabalhando 30.

  • Otabol Jr | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 13h05
    40
    13

    Quem vai gostar é o SHOPING PANTANAL, que vai aumentar AINDA mais o volume de funcionários da SEDUC andando e consumindo por lá em horario de expediente.

  • MT mais transparente | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 12h19
    46
    19

    Venho atrás deste renomado site sugerir um simples ação a recondução e convocação de todos os professores que está em desvio de função, pois a atividade a qual foi aprovado e professor. Veja alguns exemplos já existe profissional concursados da área meio do estado, e aí o porque de tirar professor sala de aula e ocupar uma atividade meio e pior e contratar outro professor substituído pra ficar no lugar dele. Vamos lá secretário, acabe com esta mamata e farra quero ver se o site tem coragem ir lá pra vê o número s professor em desvio de função. Socorro MP e TCE notificação logo m Seduc. Solicitando a todos que estão á disposição e desvio á voltar a sala de aula. Vai logo reduzir o número de professores substituído

  • ARTICULAÇÃO POLÍTICA | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 12h12
    50
    5

    Menor salario do estado. Maior força de articulação politica, com maior numero de contratos. Devem bater o ponto e ir p a campanha nas ruas. Só uma forma de persuasão. Obs: dentro da sede mais de 700 contratados, mas o secretário, só nas quartas feiras.

  • Pedro | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 11h57
    38
    84

    Até que fim acabou com essa mamata. Pagamos por serviços públicos e quando chegamos no órgão tá fechado.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS