17 de Janeiro de 2018,

Política

A | A

Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 15h:19 | Atualizado:

GRAVAÇÃO BOMBÁSTICA

MPE investigará áudio onde deputado revela que devolve VI para secretário de MT

Tendência é que promotores peçam quebra de sigilos bancários de Jajah e Wilson para cruzar dados


Da Redação

wilson-jajah.jpg

 

O Núcleo de Defesa do Patrimônio Público do Ministério Público Estadual (MPE) anunciou na tarde de hoje que irá investigar o áudio divulgado ontem atribuído ao deputado estadual Jajah Neves (PSDB). Na gravação, a voz que seria do parlamentar afirma, entre outras coisas, revela que devolve a verba indenizatória ao titular da cadeira na Assembleia Legislativa, Wilson Santos (PSDB).

Jajah ocupa a vaga de Wilson Santos na AL-MT, desde que ele assumiu a Secretaria de Estado de Cidades. Cinco promotores podem liderar o caso, que ainda será sorteado: Henrique Schneider Neto, Célio Joubert Furio, Roberto Aparecido Turin, André Luiz de Almeida e Mauro Zaque de Jesus.

A definição sobre quem assumirá as investigações, por meio de um Inquérito Civil, será na próxima semana, conforme o coordenador interino do Núcleo, o promotor André Luiz de Almeida. O áudio atribuído a Jajah Neves ganhou os grupos de WhatsApp no final da tarde de ontem.

Num dos trechos da gravação, que é narrada pelo serviço de voz feminina disponibilizada pelo Google Translator, por exemplo, o tucano disse que devolve a verba indenizatória, onde o parlamentar é ressarcido por despesas com combustíveis, aluguel de imóveis, locação de veículos, dentre outros, no valor de R$ 65 mil ao próprio Santos. Ele também reclamou que, apesar de estar no exercício do cargo, não conseguiu emplacar nenhum aliado em cargos de indicação política junto ao Governo do Estado. “Suplente sem conseguir meter uma nomeação. Cai minha VI e eu tenho que devolver para Wilson se não ele começa a me ligar três dias antes de cair”, disparou.

A devolução da verba indenizatória para Wilson Santos já havia sido mencionada num bate boca entre a deputada estadual Janaína Riva (MDB), e Jajah Neves que em maio de 2017 se ‘estranharam’ na discussão sobre os grampos ilegais que vitimaram a parlamentar. Na ocasião, a deputada estadual afirmou que o suplente, de fato, devolvia a verba indenizatória a Wilson Santos. A parlamentar chegou a dizer que faria a denúncia ao MPE, mas foi convencida por outros colegas a desistir.

VERBA PARA TV

Jajah Neves teria dito que "sustenta" a TV Mato Grosso (canal 27.1), onde apresenta um programa, com dinheiro público. “Emissora de TV que não tem nenhuma publicidade. Eu sustento aquilo ali com dinheiro público que vem. Cai o dinheiro não é por causa da mídia, é por causa de mim. Não chega para ninguém. Chega por causa de mim. Tudo é sustentado pelo Governo e pela Assembleia”, disse a gravação atribuída a Jajah Neves.

Na "metralhadora giratória" do político, Jajah não poupou nem o seu irmão, o vereador de Várzea Grande, Ademar Jajah (PSDB). Ele disse que apesar de resolver a “vida” do parente, ajudando-o a vencer a eleição para a Câmara Municipal de VG, ainda está devendo até o “c*”.

O deputado reclamou ainda que a eleição do irmão “lhe deu prejuízo político” e que saiu “queimado” do processo numa referência ao caso dos “santinhos” utilizados por Ademar em sua campanha, mas que tinham a imagem do suplente. Um processo tramita no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) que pode decretar a inelegibilidade do parlamentar estadual.

“Disse ao meu irmão que eu resolvi sua vida. Peguei você aqui te dei um mandato. Você tem 4 anos para você administrar sua vida. Ganhando um baita de um salário. [E ele] tá devendo até o c*. Gastando dinheiro que se não tem ideia. Prejuízo essa eleição dele. Me queimou”, disse Jajah Neves.

 

Postar um novo comentário

Comentários (30)

  • Jean | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 15h14
    0
    0

    Gardina fala pra Nhara a mardade com Irso já começou, isso é fuxico de jênte bacha, Irso não nada dirso q falam. Quais Quais Quais Quais Quais Quais...

  • gILSTINHO | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 10h18
    2
    0

    Cara de pau este fiscal do povo " ele que se intitula". Fez um discurso infragado nas tribunas de que a Dep Janaína estaria mentido, que ia até processar, alias, tudo dele é "vou processar". E agora o processo podem mudar de lado.Será que esse tipo de corrupção não é corriqueira lá na AL?

  • Vovózica | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 10h14
    3
    0

    O MPe é uma farsa , cabide de emprego e desmandos mil . Contra o psdb , não move uma palha ,pois está ancorado nos precatórios . O rabo prêso , e as barba por fazer. ) MPe é uma FARSA TOTAL !!! MORRO MAS NÃO VEJO UM TUCANO PRESO !!! Vivo !!!

  • Aroldo Nunes | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 08h13
    2
    0

    O povo que é culpado, todo mundo sabia que Wilson estava envolvido com um monte de esquema é o elegeram. Jajah e outro mala.

  • PANTANAL | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 07h55
    1
    0

    tranqueira igual os outros politicos essa classe nao presta sao todos iguais RATO

  • Nego Preto | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 07h45
    3
    0

    MPE vai investigar??? KKKKK Eita piada boa! Ministério Público de MT é a mesma coisa que nada. É só lembrar do roubo da Seduc, dos grampos, do caos na saúde....

  • POR UMA POLITICA MAIS HONESTA | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 07h20
    1
    0

    ESSE WILSON SANTOS ESTÁ SEMPRE ENVOLVIDO EM ALGUMA MARACUTAIA! EITA SUJEITINHO PROBLEMA, MAS SE O POVINHO QUER ELE LÁ, FAZER O QUÊ?

  • Ex-eleitor do Taques | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 05h45
    1
    0

    Este é o Governo do Pedro Taques e seus secretários e apoiadores é um escândalo atras do outro... Graças a Deus 2018 chegou e vamos corrigir este erro que foi eleger este Pedro Taques e seus cúmplices...

  • Cuiabano | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 05h37
    2
    0

    Ministério público de merda; só prende pobre!

  • João Cuiabano do Nascimento | Sábado, 13 de Janeiro de 2018, 03h36
    3
    0

    VI = verba indenizatória, só pra constar...WS = JÁ SABE NÉ. então, ESSE AÍ FAZ ISSO DESDE QUE ERA VEREADOR, MALA SEM ALÇA....me orgulhei de ser seu aluno, me decepcionei de ser seu eleitor...já o xa xato neves é um coitado...eeee Jaspion, tá com nada vc, manda esse WS toma no meio do fi o fó e fica com a VI, é direito seu sua anta...

  • Cuiabano | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 23h56
    1
    0

    Quero ver ser o MP tem peito para pedir a prisão destes dois, quero ver!

  • desdemona | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 21h24
    0
    0

    A ausência de regulamentação das indenizações legitimas a nível nacional do subsídio (art. 39, § 4º da CF/88, com a redação da EC 19/98 (FHC), com transparência com prévia comprovação das despesas no portal de transparência e com os requisitos definitórios das indenizações legítimas (eventual, isolada, compensatória e relacionada a fatos) a exemplo formal da CEAP do Ato 43/2009 (ex VI do Ato revogado 62/2001, da Câmara Federal), tem causado os abusos com artifício das "VIs" para aumento indireto extra teto dos subsídios sem IR e Contribuição Previdenciária. O Governo Federal foi omisso na regulamentação da verdadeira natureza jurídica da indenização a nível nacional que impediria os abusos, inclusive o PT, pra beneficiar a companheirada, vindo a enviar o PL 3123/15 somente no final do mandato da Dilma, que desfigurado por tantas emendas foi engavetado e o PL 6726/16 encontra-se tb engavetado pelos "lobbies" do "stablishment" e das corporações. Só Jesus na causa.

  • desdemona | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 21h18
    0
    0

    A ausência de regulamentação das indenizações legitimas a nível nacional do subsídio (art. 39, § 4º da CF/88, com a redação da EC 19/98 (FHC), com prévia comprovação das despesas no portal de transparência e com os requisitos definitórios das indenizações legítimas (eventual, isolada, compensatória e relacionada a fatos) a exemplo formal da CEAP do Ato 43/2009 (ex VI do Ato revogado 62/2001, da Câmara Federal), tem causado os abusos com artifício das "VIs" para aumento indireto extra teto dos subsídios sem IR e Contribuição Previdenciária. O Governo Federal foi omisso na regulamentação da verdadeira natureza jurídica da indenização a nível nacional que impediria os abusos, inclusive o PT, pra beneficiar a companheirada, vindo a enviar o PL 3123/15 somente no final do mandato da Dilma, que desfigurado por tantas emendas foi engavetado e o PL 6726/16 encontra-se tb engavetado pelos "lobbies" das corporações. Só Jesus na causa.

  • Bea | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 20h05
    1
    0

    É MPE, tá ficando feio. Vcs tem q reagir para justificar o super salário e as mordomias. Tô querendo ver vcs reagirem, será q vai ser dessa vez?

  • Marco Silva | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 19h50
    27
    1

    O MP se não fazer nada será uma cobra sem dente que fa medo mas não morde. Já está na hora de depenado esse galo o RODOANEL já está quase prescrevendo e ninguém punido até agora.

  • Carlos | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 19h43
    24
    1

    MINISTÉRIO PUBLICO DE MT E VERGONHA! CADÊ O PREFEITO E DEPUTADOS NA CADEIA SE FEZ DE CEGOS AGORA VÃO FICAR SURDOS

  • Gilmar | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 19h43
    22
    2

    Esse jaja nevis e parente do Aécio? Ele é cria do governador.

  • JOSEZAO | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 18h27
    21
    2

    WS... JAH JAH ... PEDRIM ... AECIO ... LEITAO... GM ... parabens PSDB , quase nao tem um politico fora dos vechames relacionados ao CRIME DO COLARINHO BRANCO ... APRENDE A VOTAR POVO !!! ACORDA MT ...

  • Humberto Martins | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 18h16
    9
    14

    Todo mundo faz isso na Assembléia Legislativa de MT e nas Câmara Municipal de todos os municípios Mato grossense. O caso Wilson Santos/ Jajah Neves não é o primeiro é não será o último. Só que isso não dá em nada, esqueçam....deixem ambos em paz.

  • Inconformada | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 18h02
    24
    0

    O povo Mato-grossense precisa acordar URGENTE. Pelo amor de Deus, não elejam mais esses corruptos. Precisamos colocar cara nova nessa política. Chega desses viciados em corrupção!!! CHEGA, CHEGA, CHEGA.

  • servidores e pencionista | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 17h50
    18
    0

    ((((QUEM DEVE A DEUS paga ao diabo)))) + o CAPETA recebe em dobro. W.S chegou a sua VEZ kkkkkkkkkkk LEMBRA DO ((((((((( RGA ))))))))))) voçê foi o PIVOR (((lider do governo))) TRAIDOR, JUDA dos servidores publicos do poder EXECUTIVO de MT.

  • PSDB tem licença para tudo | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 17h42
    15
    3

    Melhor nem investigar para não perder tempo nem dinheiro público. Afinal, a quantas anda a investigação Wilson Santos/Rodoanel?!! Vejam aí Aécio Neves com suas malas de dinheiro da JBS, José Serra com suas propinas da Odebrecht na Suíça, Alckmin com o trensalão tucano que vai pra gaveta, aquele Azeredo do mensalão Tucano que não julga nunga. Justiça no Brasil é só pra negros, pobres, prostitutas e petistas. #FATO.

  • pedro | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 17h09
    26
    1

    XIXIXIXIXIIIIIIII MPE Nao da Nada NAO moço,Esquece

  • Um homem comum | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 17h00
    25
    0

    O povo quer uma manifestacao do mp. Isso é mto sério. Nao dá pra bbanalizarou ignorar uma denuncia como essa.

  • Rambo | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 16h33
    23
    2

    Vai da em nada! Toma banho! Nosso país não é sério infir mente!

  • ......... Baixo Araguaia | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 16h16
    22
    2

    Issso não dá em nada... lembra os deputados a imprensa não fala mais nisso povao esquece...

  • John rambo | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 16h04
    29
    1

    Não vai da nada agora se é um trabalhador que cometeu um erro humano na declaração do imposto de renda coisa de centavos está ferrado pelo resto da vida!

  • Marcelo | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 16h02
    29
    5

    Já sabemos que não vai dar em nada, pois Jajah é subordinado a Pedro Taques e também já sabemos que toda sujeira que envolve os protegidos de Taques sempre ficam impunes, pois Pedrinho age por trás dos bastidores e manipula tudo é todos. Vamos aguardar e veremos. INFELIZMENTE.

  • Carlos Nunes | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 15h51
    42
    2

    Vamos ver se o MPE dá uma dentro...dizem que confiam mais no MPF do que no MPE. Aproveita e investiga também o caso do FUNDEB, onde deixaram de aplicar 230 Milhões na Educação Básica pra tampar o rombo do Governo. Três dias antes de acabar o ano, repuseram o dinheiro no Fundo. A verba do FUNDEB é imexivel? Depois descobrem irregularidades e o MPE vai dizer que não sabia de nada. Em todas as Praças da cidade a noticia corre solta...meia Cuiabá já sabe. Tão até comparando o FUNDEB às pedaladas da Dilma.

  • Antenor | Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018, 15h38
    49
    4

    Conversa pra noi dormir. Falou que é aliado do Taques esse MPE nada faz.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS